“Falar é um esforço imenso. Mas a recompensa é enorme. Nada dói mais do que não dizer”

– Eu me chamo Antônio

 

Sobre a leveza de falar o que a gente sente e que, muitas vezes, postergamos e deixamos engasgado por medo ou por orgulho.

Se você gosta de uma pessoa, deixe-a saber. Você não sabe o que está guardado no coração dela e, talvez, ela só esteja esperando uma abertura para poder demonstrar que também sente o mesmo por você.

Se uma pessoa te magoou, te fez algo que não agradou, deixe-a saber. Ela pode não ter tido a intenção de ter te magoado e você está sofrendo à toa.

Dê oportunidade para as pessoas saberem o que você sente e quem você é. Deixe que elas se aproximem, te conheçam e te reconheçam.

As armaduras que vestimos para evitar que as pessoas conheçam a nossa verdade, só nos afastam da leveza de poder viver uma vida plena e sincera com nós mesmos.

A recompensa vem na forma de um novo amor, da reconciliação com pessoas que a gente gosta e da sensação de que fizemos o que podíamos para ter alguém de quem gostamos perto de nós.

Falar é difícil, mas guardar as nossas dúvidas e sentimentos é muito pior.

Morar sozinha

WhatsApp Image 2016-08-13 at 21.02.20

Não é fácil tomar uma decisão diferente, principalmente quando você tem a opção de ficar comportado no colo de sua mãe, perto de seus amigos, sem precisar se incomodar com o que vai comer amanhã ou sem saber quando vai ver eles de volta.

Saber que a louça não se lava sozinha e que tudo gasta dinheiro. Que se você nao separar suas roupas na hora de lavar, fatalmente terá que renovar o guarda roupa, pois as anteriores estão manchadas.

Anteriormente o histórico de acesso das paginas da internet em meu computador,giravam em torno de coisas como viagens, redes sociais, noticias e hoje são acompanhadas de sites de moveis de decoração, utensílios para casa, promoções em mercados.

Continuar lendo

Pro dia nascer feliz..

FB_IMG_1434204315309

Hoje quero noticias boas, pessoas positivas ao meu lado.

Aprender coisas novas, absorver conhecimento com facilidade.

Surpreender e ser surpreendido, bem como, superar expectativa.

Praticar o ato de agregar valores e otimizar as coisas, processos e afins.

Quero que o telefone toque com um convite e aquela proposta seja aceita.

Dizer adeus a algumas pessoas e sorrir para alguém seguindo de um “prazer em te conhecer“.

O dia de hoje precisa ser diferente dos anteriores, preciso olhar para trás e ver que o suspiro de alivio, compensou as lagrimas roladas recentemente.

  Continuar lendo

Como e por onde anda você?

Me conta como está sua vida, seus planos e todos aqueles seus sonhos.

Me fala sobre você, sobre a pessoa que você se tornou e sobre as coisas que você conquistou nesse tempo.

Vez ou outra me pego pensando em como você deve estar e sinto vontade de te contar sobre como estão as coisas por aqui também.

Acho que você iria gostar de saber que eu estou trabalhando em um lugar legal, que eu saí da casa dos meus pais há alguns meses e divido um apartamento incrível com uma amiga e que estou em vias de realizar aquele sonho antigo de fazer intercâmbio.

Sabe, até hoje não encontrei alguém que me fizesse sentir o que eu sentia com você. Não sei se isso é bom ou ruim. Eu não encontrei alguém que me tirasse a paz e nem que me fizesse sentir borboletas no estômago. Não encontrei alguém que eu sentisse vontade de compartilhar meus medos, meus sonhos e as coisas do dia a dia.

Parece que cada pessoa que conheço, procuro um pouco de você, um pouco do seu cheiro, do seu jeito e do seu olhar.

O mais engraçado nisso tudo é que, quando eu encontro, não me agrada. Acredito que por dois motivos: um porque, obviamente, não é você e outro porque seu jeito foi um dos motivos para não termos dado certo.

Eu e meu jeito contraditório de ser e de levar a vida, né?!

Hoje, parando para pensar e avaliar esses anos todos e essa minha pira constante em você, sinto que ainda tenho um sentimento de culpa muito grande em relação a nós.

Não que eu ache que você é o amor da minha vida e que eu espero que um dia a gente fique juntos. Nada disso. Mas acho que eu deixei marcas dolorosas na gente.

Ver que você seguiu sua vida e está feliz me deixa feliz. De verdade.

Mas o sentimento de culpa que eu tenho, não me deixou, até aqui, seguir também nesse aspecto.

Você nunca demonstrou sentir mágoas de mim, mas, ainda assim, eu sinto que algo entre nós ficou mal resolvido.

Entre a gente tudo sempre foi resolvido através de brigas e discussões e eu sempre fiquei esperando uma oportunidade para conseguirmos conversar como dois adultos e deixar as coisas bem resolvidas entre nós.

Eu tenho muita dificuldade de iniciar uma história sem ter colocado um ponto final em outra. E, por mais ridículo que possa parecer, mesmo tendo se passado anos, eu não consegui colocar um ponto final nas páginas do meu livro que dizem respeito a você.

Te escrevo agora, como costumava fazer antes, para externalizar meus sentimentos e, de alguma forma, colocar um ponto final definitivo nisso tudo.

Não quero mais a culpa. Quero só a alegria de saber que tive a oportunidade de viver uma história tão conturbada quanto edificadora. Tive a oportunidade de ter tido um amor que me fez crescer e amadurecer e que eu pude contribuir com ele de alguma forma também.

O que eu quero agora é que, se um dia eu te encontrar pela vida, eu consiga te enxergar como uma boa lembrança do passado. Porque é isso que somos um paro outro. Mas que seja uma lembrança leve, sem mágoas, sem culpa e sem sentir que ficou algo pendente. Porque não ficou.

Para você, isso tudo pode soar sem propósito e tardio, mas aqui dentro ainda existem resquícios de amor e de saudade que precisam ser ressignificados pra eu conseguir abrir meu coração e deixar coisas novas entrarem.

Talvez

Talvez eu tenha estragado tudo.
Talvez eu tenha me escondido atrás dos meus medos e não tenha captado seus sinais.
Talvez eu tenha projetado secretamente uma história tão bonita quanto as que vejo nos filmes e, no primeiro sinal de que não seria nada parecido, eu ‘desencantei’.
Talvez suas atitudes tenham me afastado de você: muita demonstração de carinho por mensagens e pouca atitude de verdade.
Talvez, talvez, talvez.
A gente nunca sabe se o nosso orgulho nos afasta de quem não nos merece, ou nos afasta de quem a gente gosta, mas não dá o braço a torcer por nada.
A gente escolhe um caminho a seguir e renuncia outros tantos caminhos e possibilidades que ficaram para trás.
Saber como seria se tivesse sido, é impossível. Poderia ter sido lindo. Poderia ter sido devastador.
Mas foi vento passageiro. Foi experiência de auto conhecimento, porque tem gente que passa na nossa vida e nos ensina mais sobre nós mesmos, do que sobre elas.
Hoje eu me despeço de um quase amor.
Quase amor, porque me tirou suspiros, deu frio na barriga e me fez ficar com o celular na mão por vezes, apenas esperando uma simples mensagem.
Foi quase, porque foi tempo curto.
Foi quase, porque dois orgulhosos não combinam.
Foi quase, porque eu sou medrosa.
Foi quase, porque você é uma incógnita.
Foi quase, porque eu sou estranha.
Foi quase, porque você é um babaca.

A real situação política do Brasil

Há tempos o assunto é discutido e não se vê um resultado, diversas notícias são vinculadas diariamente, passiveis de investigações, punições mais criticas e especialmente agilidade da Justiça.
Diversas comunidades foram criadas, apelidos aos que apoiam o lado x ou z, a terna briga entre “coxinhas e mortadelas” unidos numa sinfonia de batição de panela. Nessa bagunça toda, eu tenho algo a dizer:

Vejo pessoas comemorando saida/entrada de determinados políticos, e outros enfurecidos, clamando por conhecimento da história. Cada qual na sua devida parcela de razão e culpa, não da pra chegar num consenso com as diversas trocas de violência física e verbal. Mobilizar uma manifestação, prometer a parar tudo, acampar, exigir que pessoa X ou Y saia ou entre, cuspir, vandalizar, não são meios tão eficientes se a gente ignorar a palavra: RESPEITO.

dinheiro_na_meia

Continuar lendo

Livro, a minha companhia

IMG-20160711-WA0009.jpgVejo pessoas sem assunto, pessoas que reclamam da vida, pessoas ocupadas vendo a vida alheia, mas mal vejo pessoas lendo um livro.
Cidades estão recheadas de livrarias, sebos e até mesmo eventualmente vejo livros “esquecidos” propositalmente na rua, clamando por um dono, mas poucos se interessam.
Vejo pessoas doentes psicologicamente, pessoas que culpam os outros e até mesmo questionam sua fé porque as coisas não mudam, mas já pensou que a mudança pode vir internamente?
Qual a função de um livro nessas horas? Ele está ali, esperando para ser consumido, para dar um ombro amigo, para te mostrar que seus problemas outras pessoas também já passaram e você não é o único.

 

Continuar lendo

Um passo para trás, para continuar seguindo em frente

Quando tudo começa a dar errado para nós, chegou a hora de pararmos e avaliarmos a forma que estamos levando a vida.

Na maioria das vezes, é um sinal de que estamos pegando os atalhos errados, caminhando ao lado das pessoas erradas, tomando as decisões erradas. É sinal que estamos vivendo a vida sem pensar nas consequências das nossas atitudes e na energia que estamos transmitindo pro universo.

Não estamos nos dedicando tanto para as pessoas que amamos e nem estamos dando valor a tudo que conquistamos com tanto esforço. Estamos relaxados, entregamos os pontos e esquecemos que a vida é uma eterna busca de autoconhecimento, evolução e crescimento. Deixamos nossos sonhos e objetivos pra trás. Fazemos de tudo, mas não fazemos nada.

E, quando menos percebemos, as coisas estão escapando das nossas mãos. Estamos perdendo nossa essência, nossos valores, nossos sonhos e as coisas que nos fazem felizes. Tudo vai ficando pra trás em troca de meia dúzia de experiências que fazem a gente se arrepender depois.

Quando essa hora chega, temos que aceitar que muita coisa deve ficar pra trás se quisermos continuar seguindo em frente.

Temos que abrir mão dessa mania de viver sem respeitar nossos limites. Temos que abrir mão das pessoas e dos lugares que nos fazem regredir. Temos que seguir em frente e fazer diferente. Fazer o que é certo, se perdoar pelos erros cometidos e não olhar pra trás.

Aperta o play!

A música pode ser agitada, lenta, instrumental, religiosa. Ela pode ter uma letra de amor, de raiva, de vida ou uma história contada. Pode ser agressiva, leve, delicada. Pode te trazer vontade de dançar, de dormir, de viver, de chorar. Ela pode ser rock, funk, reggae, sertanejo, clássica.

Todas passam uma mensagem, seja pela letra ou pela intensidade que os instrumentos são tocados. Mensagem que pode ser contorcida conforme o momento que estamos passando na vida. O autor da música pode ter escrito para a mãe, para o filho ou para um amigo, mas podemos ouvir e lembrar de um amor. O autor pode ter escrito para uma namorada e lembramos de um amigo querido. Ela pode ser uma música boa de dançar junto de seus amigos ou seus familiares, sem muito se importar com a letra.

A música está presente em grande parte de nossas vidas, seja em uma festa, em um filme, em uma propaganda, ela marca, além da mensagem que quer passar, faz uma ligação com aquele instante que estamos vivendo, o sentimento que temos, o momento que estamos passando, a pessoa que gostaríamos que soubesse, através daquela música, do que sentimos.

E sem percebemos ela marcou aquele momento. E no futuro, em um dia qualquer, quando ouvirmos a mesma música as lembranças e sentimentos voltam como se o tempo não tivesse passado, como se, em um passe de mágica, voltamos a viver aquele instante do passado, seja alegre ou não tão feliz assim.

Depois que percebemos isso sabemos que aquela música pode ser uma máquina do tempo para voltar a ter aquele sentimento, aquelas memórias de momentos que não estão mais presentes, determinada música irá ajudar a viver tudo aquilo novamente, mesmo que seja só para nós durante aqueles minutos. E sabemos que ali estão nossas recordações e sempre que precisarmos, podemos apertar o play novamente.

Aquele Amor

Todo mundo tem um amor que sempre será amor.

Aquele amor que passou, devastou e deixou só a poeira da saudade.

Aquele amor que, ao lembrar, sentimos o cheiro, o gosto e o beijo. Sentimos as dores e as alegrias vividas.

Aquele amor que queríamos que fosse pra sempre. Que achávamos que seria. Mas não foi. E nem era pra ser, na verdade.

Aquele amor que nos arrancou suspiros, lágrimas e sorrisos sem motivos. Nos tirou o sono e às vezes até a vontade de existir. Nos tirou do chão, do eixo e do que costumávamos ser.

Aquele amor que nos fazia acreditar que o mundo só teria cor, se tivesse ele ao nosso lado.

Mas que bobagem…

Aquele amor que nos cegou e nos fez esquecer por vezes dos nossos valores, do que acreditávamos de fato e do que queríamos pra nossa vida. Porque, naquele momento, a nossa vida era esse amor. Vivíamos para ele.

Mas que falta de amor próprio…

Aquele amor que nos fazia feliz, mesmo quando nos fazia triste. Porque não suportávamos a ideia de viver longe, de não poder sentir o cheiro e se aconchegar naquele abraço.

E que abraço…

Aquele amor que deixava nosso dia colorido, mesmo quando não estava do nosso lado, mas sabíamos que aquela saudade tinha data de validade.

Ah, essa saudade, é a melhor de se sentir…

Aquele amor que tanto nos machucava, tanto nos deixava inseguros, mas a gente insistia que era amor, que tinha que ser, que o destino era ficarmos juntos, mesmo que em pé de guerra. Mesmo porquê, do que nos vale o mundo, se não temos o nosso amor do nosso lado?

Mal sabíamos que nem só de amor sobrevive um relacionamento…

Aquele amor.

Aquele amor que não acabou.

Aquele amor que, de tão amor, sufocou. Nos deixou sem saber pra onde ir, quando foi pra longe.

Aquele amor que deixou nosso coração estraçalhado quando encontrou outro amor pra amar.

Aquele amor que cantou, interpretou e viveu nossa trilha sonora com outro amor.

Ah, amor bandido…

Aquele amor que era tão lindo, que a melhor saída foi preservar.

Aquele amor que, mesmo ainda sendo amor, sabíamos que já não éramos os mesmos e não amaríamos mais o que nos tornamos.

Aquele amor que foi embora, mas deixou muita bagagem pra carregarmos sozinhos.

Livro: Historias para Viajar. Amanda Noventa

Tem livros que a gente compra, ganha, empresta e ficam ali parados na nossa estante, seja por falta de tempo de ler, ou até mesmo porque seu nome, capa, autor é bonito para enfeitar uma estante, subentendendo ser uma “pessoa cult e/ou intelectual”.
Fato é que esse livro, foi um deles, tristemente estava lá “esquecido” em minha estante, logo eu que contribui com a obra da Amanda, a mesma fez uma forte campanha em reproduzir seus textos do blog Amanda Viaja (que sigo desde quando iniciou, mesmo quando ela não era tão famosa) num livro.

Mas eu explico mais a fundo porque ficou parado há tanto tempo: estava dedicada aos estudos de inglês e a pesquisas atreladas ao meu intercambio, o foco era outro. Me mudei para São Paulo e o trabalho cada vez mais exigente consumia muito meu tempo, e o livro estava lá, sempre me olhando, me chamando: leia-me!

IMG-20160420-WA0002

Continuar lendo

O medo da mudança

Quando penso em cortar o cabelo, ele fica bonito.
Quando acho que não estou feliz com o amor e ele ameaça a ir embora, meu coração grita de saudade antes mesmo de eu partir.
Posso estar há meses insatisfeita com uma situação, mas é surgir uma oportunidade de mudança, que meu coração amolece e eu começo a procurar motivos pra ficar.
Qual a lógica disso tudo?
É medo do novo ou é dar valor quando sente que vai “perder”?
Sempre rola um medinho de sair do comodismo, por mais que ansiamos pelo novo, pelo inesperado e por coisas melhores.
O medo de errar de novo dificulta as nossas decisões.
Mas, apesar de todas as dúvidas, eu carrego dentro de mim uma sede por mudança e por desafios que é maior que minha insegurança.
Eu me jogo mesmo. Eu tento. Tento de novo. Tento mais uma vez. Deixo uma marquinha em cada lugar que passo. Para mim, até aqui, foi difícil criar raízes. Não consigo ficar parada esperando, como se não tivesse mais nada de novo pra eu viver. Eu sei que tem. Sempre tem. Sempre tem uma nova lição a ser aprendida, uma nova música pra ser ouvida, uma nova pessoa pra me ensinar o que é a vida. Somos uma soma de tudo o que vimos, sentimos e vivemos. E eu quero ser muito, viver muito e experimentar um pouco de todas as experiências que eu puder. Quem sabe numa hora dessas, eu não tropeço comigo mesma e me encontro em um lugar ou em um abraço que me faça querer ficar pra sempre?

Novidades no blog

Seis meses me permitiu ficar ausente aqui no blog, agradeço a todos que me cobraram mais relatos, mais dicas, mais noticias sobre minhas andanças, mas eu justifico: estou altamente ocupada!
Tristemente não é com viagens, isso temporariamente está em standby, pois o intercambio me ofertou novas propostas profissionais e consequentemente estou arduamente trabalhando dia apos dia, para apresentar melhor resultado , de modo que eu possa alçar grandes voos.
Felizmente conheço boa parte do Brasil, gostaria eu de repetir roteiros e conhecer mais pedacinhos, mas o mundo é tao grande e eu já coloco em minha lista, novos países, continentes, quiçá espaços siderais (#sqn), afinal, ao “infinito e alem” hehe

Fato é, que notifico a todos que juntamente com essa minha ausência, veio um convite em morar em São Paulo, moro sozinha na Vila Mariana, sou vizinha de amigas incríveis e o namoro que era a distancia, se torna cada vez mais presente (digo…fisicamente), tenho vivido um novo ciclo, com descidas e subidas, com uma rotina totalmente diferente do que tinha em Curitiba. Uma independência, uma felicidade, uma mudança e ate mesmo uma falta de verba. Mas to feliz!

IMG_20160228_172802

Continuar lendo

O que aprendi no Intercambio

Terminei a faculdade, o que fazer?
Uma palavra entra em minha vida: Intercambio.
Pesquisas, planejamentos, economias fazem parte de minha rotina.
O grande dia chegou – 31/07/2015- estava eu la no grande avião e em breve eu conheceria aquilo que desde criança via em filmes: Golden Gate, Las Vegas, Hollywood Sign e por ai vai… Olhar com meus próprios olhos e poder toca-las foi fatalmente a realização de um sonho.

DCIM101GOPRO

Yosemite Park

Mas alem disso, o que aprendi?

Continuar lendo

A Viagem das Nats pela California

Natalia foi uma mochileira que conheci num dos tópicos de viagem do Mochileiros.com, ela também tinha interesse em viajar pela Califórnia e o calendário dela acabou coincidindo com o meu. Mesmo nome, mesmo destino, mesmo estilo, fatalmente seria uma viagem memorável…

IMG-20150911-WA0004

Friends Set – Warner Bross – Los Angeles EUA

Continuar lendo

Roteiro: Los Angeles, Praias, Universal e Warner Bross – California

Era pra ser uma viagem de avião saindo de San Francisco numa companhia baixo custo (Virgin America), mas quando olhamos nossas malas explodindo de tão enormes, calculamos um alto custo de excesso na bagagem, por outro lado a indicação de varias pessoas e o delírio em fazer uma road trip pela Pacific Highway, que trata-se da maior estrada costeira da Califórnia, também conhecida como State Route 1, Highway 1, Big Sur, West Coast, era uma proposta fascinante.
A correria de alugar um carro de ultima hora, se despedir dos amigos, partir pro Plano B e definitivamente fazer a road trip, foi a nossa melhor opção.

Alugamos então um carro pela Alamo e na sexta dia 28/08/15 as 5am estaria me despedindo da tão linda e apaixonante San Francisco para meu ultimo destino: Los Angeles!!

Road Trip - Big Sur

Road Trip – Big Sur

Continuar lendo

Roteiro: Las Vegas – Nevada

O post anterior, Dicas: Las Vegas – Nevada, foi para relatar algumas dicas e detalhes sobre Vegas, mas se assim como eu você possui poucos dias, te revelo meu roteiro, pois constam os principais atrativos da cidade – e é obvio que eu gostaria de conhecer muito mais, ter mais dinheiro, mais tempo, enfim…

A Strip é a avenida principal de Las Vegas, também chamada de “Las Vegas Boulevard“, é nela que os grandes cassinos estão instalados e onde você vai se familiarizar e soltar aquela frase “acho que vi isso em algum filme”.
Tem cerca de 7 km de extensão e com a “obrigação” de entrar em todos o hotéis/cassinos, prepare-se para uma boa caminhada, mas também acompanhada de muito movimento, cor, atividade, vida.
Local principal dos turistas, possui inúmeros letreiros, anúncios de shows e restaurantes, além de artistas que se apresentam – para tirar foto não esqueça da gorjeta!
Seja durante o dia ou a noite, ela sempre tem algo a lhe mostrar. E por mais que eu possa te relatar a minha experiencia, o roteiro ou ate mesmo os pontos de interesse, minha dica em geral é::

Se joga na Strip e deixe ela te levar!!

Ainda assim, compartilho meu relato, de modo que possa ao menos ter um norte do que a mesma tem para lhe oferecer e para que nenhum detalhe passe despercebido, acredito que 5 dias no minimo para conhecer Las Vegas é o indicado, mas se nao dispor de tudo isso, vá do mesmo jeito.

Strip / Las Vegas Blvd

Strip / Las Vegas Blvd

Continuar lendo

Dicas: Las Vegas – Nevada

O calendário marcava 20/08/2015:  dia de encontrar amigos brasileiros (Natalia/SC + Maycon e Camila/ES + Rafael e Ilan/RO) em Las Vegas – Nevada ao som de Elvis Presley – Viva las vegas

Viva Las Vegas with you neon flashin’
And your one armbandits crashin’
All those hopes down the drain
Viva Las Vegas turnin’ day into nighttime
Turnin’ night into daytime

Vivaa Las Vegas

Vivaa Las Vegas

Continuar lendo

Um lugar chamado: Yosemite – Califórnia

Uma parque nacional a pouco mais de 300km de San Francisco (uma media de 4h de viagem), onde a viagem pela estrada já é uma aventura fora a parte, apresentando belas paisagens, aquela típica estrada que se vê em filmes por exemplo.

Recomendam passar ao menos 2/3 dias lá, mas aventureira que sou, acabei fazendo o bate-volta, cansativo mas extremamente produtivo, aliás… Um cansaço gostoso de sentir, afinal, vi coisas tão lindas que jamais imaginei um dia poder enxergar, da mesma forma a experiência espiritual, independente de sua religião, não sei como tem gente que não acredita em Deus, tanta coisa linda que o homem não teria capacidade em pensar em fazer, somente algo muito supremo é capaz de não somente pensar, mas também de fazer!

20150815_105650

Continuar lendo

San Francisco – CA e sua Diversidade.

Ja declarei meu amor pela Golden Gate, ja falei o quanto ela é linda e importante pra mim, mas calma: San Francisco nao se resume apenas ela!
A cidade tem outros atrativos que agradam a todos os públicos, San Francisco é a região que tem dentro dela vários países, cidades, culturas , ambos convivem harmoniosamente e eu digo que é: tudo junto e misturado. Apresentando assim, uma enorme diversidade…Ahh como eu amo isso!!

Gostaria apenas de salientar, que cada região tem sua particularidade, dediquei ao menos 1 tarde em cada lugar, alguns visitei varias vezes, mas descrevo aqui de uma forma resumida do que cada um está disposto a te apresentar.

Vamos começar então a falar sobre:
Hayes Valley  mais conhecido como o “Bairro Hippie

Haight-Ashbury

Haight-Ashbury

Continuar lendo

San Francisco – CA: Golden Gate Bridge

Hora de declarar meu amor por essa ponte que pra mim, vai muito alem de arquitetura e/ou uma via de acesso entre San Francisco e demais cidades.

Lembro-me de quando estava buscando alternativas pra realizar intercambio e me veio o estado da Califórnia, mas longe das famosas praias, olhei com mais carinho por San Francisco, ao digitar no Google a primeira imagem que aparece é a a Golden Gate Bridge, que em português, significa “Ponte do Portão de Ouro“, é o principal cartão postal da cidade, considerada uma das Sete maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis e uma das mais conhecidas construções dos Estados Unidos.

IMG_20150810_181002

Continuar lendo

San Francisco – CA: Bike Ride pela Golden Gate até Sausalito.

Já que no post anterior eu falei sobre o Pier 39 e Fishermans Wharf, agora resolvi descrever, o que para mim, se tornou meu passeio preferido durante minha estadia na cidade.

Fazer o passeio de bicicleta pela Golden Gate até Sausalito é INDISPENSÁVEL.

IMG-20150804-WA0047

Continuar lendo

San Francisco, California: Pier 39 e Fishermans Wharf

É abrir com chave de ouro, conhecer o Pier e suas adjacências.
San Francisco possui diversas identidades, oras apresenta-se uma cidade altamente urbana e consumista, por outro apresenta algo tranquilo e praiano.

Digo com propriedade, que San Francisco é a mescla de Florianópolis com São Paulo, ambas cidades brasileiras que amo, cada qual com sua característica, todavia, em San Francisco combina harmoniosamente e chega até mesmo ser um diferencial, já que atrai vários tipos de pessoas.
Mais precisamente o Pier, manifesta um local mais tranquilo, mesmo com os diversos turistas e suas magnificas câmeras profissionais, registrando cada passo de uma gaivota e/ou a preguiça dos Leões Marinhos (Sea Lion).

Fisherman's Wharf

Fisherman’s Wharf

Continuar lendo

Intercambio: Escola St Giles, San Francisco – California

O final de semana passou rapidamente e na segunda feira dia 03 Agosto 2015 as 08h30 estava começando minhas aulas de inglês (General English) na Escola St Giles International.

St Giles
785 Market Street #300, San Francisco, CA 94103, Estados Unidos
http://www.stgiles-international.com (415) 788-3552
Aulas de segunda a sexta das 09h as 13h. Inicio 03/08 até 28/08.

15 - st giles

Continuar lendo

San Francisco: Comunicação (At&t) e Transporte (Clipper Card)

Após algumas conversas com Alice, fomos conhecer um pouco o bairro, sua proximidade e acessibilidade a tudo de meu interesse (mercado, escolas, pontos turísticos…).
Entretanto, tinha traçado alguns objetivos para esse dia, o qual demanda a Comunicação e o Transporte.

clipper att

Continuar lendo

Garota eu vou pra California…

Yeah… Cheguei no Brasil, cheia de historias, dicas e momentos para compartilhar. Aos poucos, vou escrevendo e relatando toda a minha experiencia no ultimo mes,  que vai muito alem de uma viagem de ferias e/ou intercambio, mas uma viagem que mudou a minha vida!

02 - gru

Continuar lendo

Geek Tour: Vale do Silicio – California

Passei toda minha vida acadêmica estudando sobre as empresas que aqui foram criadas e estão instaladas. Quando decidi fazer intercambio, San Francisco muito me interessou devido seu enorme leque de atividades e sua logística facilitada para demais cidades de meu interesse, dentre elas a linda Silicon Valley, ou Vale do Silício, que na realidade é a união de várias ‘mini cidades’ (San José, Mountain View, Cupertino…).

É curioso conhecer endereço das matrizes das grandes companhias que dominam o mundo e é altamente famoso por aí, quem me dera um dia ter oportunidade de trabalhar aqui… Quem me dera!
Ademais, a localidade em si, apresenta uma boa qualidade de vida, belos carros, lindas casas, com ar de interior mas muito rica.
Vale a pena conhecer tal região.

Garagem da Hp / Birthplace Silicon Valley

Garagem da Hp / Birthplace Silicon Valley

Continuar lendo

#1 – Diario de Intercambista / San Francisco CA

San Francisco – California – Estados Unidos
5 de Agosto 2015

Well… Hoje completei 5 dias desta experiencia sensacional que é “estudar” e quando falo “estudar” isso inclui nao apenas minhas aulas de Ingles na escola St Giles, mas de conhecer cultura, pessoas e tambem essa cidade incrivel que se chama San Francisco, situada num estado lindo que é a California no Estados Unidos.

Golden Gate - San Francisco - California

Golden Gate – San Francisco – California

Continuar lendo

Intercâmbio em San Francisco – Califórnia em 3,2,1…JA!!!

Hoje é um dia diferente, acordei e vi no calendário rabiscado a palavra “Férias”, seguidamente da palavra “Intercâmbio”.
Felizmente ou Tristemente será um intercambio de curto prazo, somente 30 dias, mas que obviamente não me permitirá ser a mesma Nathalia quando retornar.

Confesso que Estados Unidos estava longe dos meus planos, aquele “sonho americano” que todos falam não me vinha com muita empolgação se comparado a outros países, mas ele contem um estado muito simpático chamado: Califórnia…Ahhhh Califórnia!! E isso muda todo o contexto.
Quem nunca se viu cantarolando aquele trecho: “… garota eu vou pra Califórnia. Viver a vida sobre as ondas. Vou ser artista de cinema. O meu destino é ser star
Pois é… mais ou menos isso que estarei vivendo nos próximos 30 dias.

nath_calif Continuar lendo

Hora de arrumar as mochilas…

IMG-20150710-WA0004

Recebi esses dias esta imagem de um grupo de amigas no whatsapp, e o que pode parecer tao simples pra mim, é muito complexo para outras.
Acredite: arrumar a mochila, pode se tornar um pesadelo!

É até engraçado, uma vez que (especialmente nós mulheres) costumamos dizer “Que droga, não tenho roupa” mas quando vamos arrumar nossa mochila, parece mágica, visto que ela parece pequena demais para todas as ‘poucas roupas’ que queremos levar

Essa hora é até meio dramático, pois é agora que expectativas criam mais forças, afinal, cada roupa selecionada, você se imagina usando em uma situação da viagem. “Aquele lugar, aquela foto, com aquela pessoa“.
Ao mesmo tempo, é de uma enorme responsabilidade, pois é o que vai te acompanhar por um bom tempo durante o percurso.

Pensando nas minhas amigas e alguns leitores, resolvi escrever esse post com dicas na hora dessa atividade tao importante na viagem…

Continuar lendo

Minhas impressões sobre: Hard Rock Café Curitiba PR

Embora, não seja frequentadora assídua da noite curitibana, gostaria de relatar minhas experiências acerca desse bar tão famoso e comentado mundialmente. Vale informar, que estive sexta e sábado a noite, dias onde a tendencia é de maior movimento.

Eu não sou uma pessoa “da noite”, mas algo me chamou muito atenção aqui em Curitiba, onde anunciou com muita alegria a inauguração do Hard Rock Cafe Curitiba, o único (em funcionamento) no Brasil.

IMG_20150704_224941

Eduardo, Yasmin, Vanessa, Nathalia, Pedro, Andre / Hard Rock Café Curitiba

Continuar lendo

Meu amor por São Paulo

São Paulo sempre me pareceu uma cidade muito distante da minha realidade.
Sou uma carioca, amante de praia e que embora resida em Curitiba na maior parcela de minha vida, tive meus préconceitos com São Paulo.
Sempre muito impressionada com os noticiários da tv, em relação a seu caótico trânsito, a rotina das pessoas , ao vicio do trabalho e até mesmo as gratuitas violências por motivos tão banais (tal como ocorre no Rio de Janeiro e demais cidades), me permitiu criar um preconceito enorme com essa cidade.
As primeiras coisas que me vinham em mente sobre São Paulo era: “multidão, muvuca, agito, filas” e todos demais sinônimos que se possam referenciar sobre o grande acumulo de pessoas num pequeno espaço.

IMG_20150627_172118

Continuar lendo

Imprevistos acontecem

Há tempos defendo que planejamento é fundamental pra vida (e realmente é), mas quando ocorre imprevistos não precisa se desesperar….
Eu já fui uma menina cheia de ” TOCs e Manias” que ficava nervosa quando alguma coisa fugia do lugar, mas com o passar do tempo, a experiência me disse assim: Observe as vantagens!

Pense que muita coisa boa surgiu com as famosas e temerosas imprevisões: Perrengues de viagem se tornaram ótimas risadas numa mesa de bar, famílias começaram, hobbys viraram profissão, amigos se tornaram irmãos, lágrimas solidificaram sorrisos, viagens mudaram vidas, textos saíram da gaveta e gols foram feitos no último minuto.

garfield_tirinha_segunda1

Continuar lendo

Saiba como montar seu roteiro (Google Maps)

Voltando a falar um pouco sobre viagens, vamos aplicar alguns princípios básicos de gerenciamento de um projeto…
Se você leu o post “Saiba quais são as 5 perguntas para escolher seu destino” e encontrou a sua resposta (onde ir), precisamos montar seu roteiro.

É preciso fazer uma coisa de cada vez de modo que todas as fases sejam executadas com sucesso.
Gosto muito de utilizar o Google Maps para esses casos, portanto, a dica de hoje para montar seu roteiro é também, como criar um mapa no Google.

Saiba que planejar é a melhor parte da viagem, pois nela cria-se expectativas, sonhos e conhecimento. Se você acha isso uma grande besteira, veja o post Por que pesquisar para uma viagem?

des3

Continuar lendo

Idas e Vindas no amor : Namorando a Distancia

O que pode parecer um rompimento de um namoro/casamento, para um mochileiro isso soa como um namoro a distância e é o que vivo ultimamente. São muitas idas e vindas no aeroporto/rodoviária e ultimamente minha coleção tem sido os tickets dessas passagens, vou fazer um quadro um dia! hehe

Conforme relatei (e prometi) no ultimo post 1 Ano de Namoro (à distancia), eis que relato um pouco dessa minha experiência, incentivo aos que vivem na mesma situação e que é sim possível quando realmente se gosta.

Nem todos acreditam em namoro à distância. Verdade tem que ser dita: Ficar longe de quem ama não é nada fácil!!. Mas dependendo das expectativas de cada um quanto ao relacionamento, ele pode ou não dar certo, e com certeza, a distancia será o menor problema nesse caso.
Embora esse tipo de relação fuja dos moldes de namoro com que estamos acostumados, muitos conseguem conciliar a distância com a sua rotina.

IMG_17619538216296
Continuar lendo

Fazendo a arte…

O post anterior repercutiu bastante sobre “o namoro a distancia”, mas sobretudo pela tirinha efetuada.
Aproveitando o ensejo, divulgo um dos presentes de Natal (2014) que dei ao Pedro…

Mangá Nathalia e Pedro

Mangá Nathalia e Pedro

Continuar lendo

1 Ano de Namoro (à distancia)

Ainda não falei abertamente sobre meu namoro aqui, mas acredito que agora seja a hora de compartilhar um pouco da minha historia, até porque sei que há muitas pessoas vivendo algo semelhante por ai.
Tambem não é de hoje o quanto falo que a viagem de Paraty – RJ  foi incrível em minha vida, diante das diversas experiências contidas nela, surgiu o Pedro !

Um japonês, que ama vídeo game e universo geek, mas tambem de viajar, cozinhar, fotografar (dentre outras coisas), ele mora em São Paulo e sim: NOS ESTABELECEMOS UM NAMORO A DISTANCIA.

Sp x Pr

Continuar lendo

Encontro em Ilhabela SP (02 a 05 Abril 2015)

Como dito no post Encontro de Mochileiros: 1 Ano Pós Paraty RJ, não podemos deixar passar em branco, uma data tão comemorativa marcou profundamente a vida de muitos…

Decidimos nos encontrar para relembrar mais uma vez como foi essa nossa experiência, o destino dessa vez foi: Ilhabela SP (02 a 05 Abril 2015)

Tristemente nem todos os membros iniciais puderam estar presentes, mas conseguimos reunir 33 pessoas de 6 estados (SC, PR, SP, MG, GO, DF)

Encontro de Mochileiros / 33 Pessoas 6 Estados

Encontro de Mochileiros / 33 Pessoas 6 Estados

São eles:
6 estados / 33 pessoas:
SC (2) Franciane, Thaise
PR (4) Nathalia, Altair, Felipe e Karina
SP (20) Pedro, Juliana, Rodrigo, Helen, Eric, Rogerio Haas, Nando Neiva, Pamela, Jackson, Leonardo, Evandro, Jessica, Dani de Araxá, Alessandra, Marley, Ruan, Fernando Oliveira, Claudio, Caio, Simone
MG (3) Aninha, Edna, Vanessa
GO (3) Livia, Janaina Calixto, Janaina
DF (1) Rafael Vidal

Continuar lendo

Encontro de Mochileiros: 1 Ano Pós Paraty RJ

Há viagens que marcam nossas vidas, independente do destino e as atividades que você fez, mas ela está ali carinhosamente em sua memoria.
Ela lhe tras muitos sorrisos, muitas historias, muitas lembranças boas.
Junto com ela vem os amigos e as demais viagens que fez a partir dela.
Desta forma me refiro a loucura de 65 Mochileiros em Paraty – RJ – Feriado Abril/2014, que por incrível que pareça, já completa 1 ano.

Ela foi a viagem mais incrível que pude fazer em minha vida, onde [orgulhosamente] organizei um grupo de mochileiros, pessoas que conheci pela internet, de varias cidades e regiões.
Alguns nunca tinham viajado com “desconhecidos”, nunca tinham se hospedado em hostel, nem todos conheciam Paraty RJ, mas todos tinham o mesmo objetivo em comum: o amor por viagens e fazer amizade.

Eu fui aquela que apenas dei o ponta pé inicial para a realização de uma viagem, mas tive a ajuda e parceria de muitas pessoas, os quais foram fundamentais pelo sucesso da mesma. Embora ninguém se conhecia pessoalmente, houve uma sintonia enorme em fazer que aquele projeto desse certo, como fatalmente foi.
Não foi negocio, não teve beneficiados financeiramente… Mas conquistamos amizade, que é o bem mais precioso de todos!

Esse grupo que não possui nome, é proveniente de varias pessoas, de ambos os sexos, religiões, profissões, idades e culturas.
Uns já tem anos de estrada, com varias historias e dicas de viagens, outros ainda estão iniciando.
Entretanto, embora tenha certas diferenças, estamos ali para aprender e ensinar.

Em Paraty foram 65 mochileiros, uns entraram e outros saíram, mas a família permanece e todos que possuem a mesma sintonia és bem vindo.
O grupo não é meu, nem seu, é nosso e estamos aqui realmente para se ajudar.
O destino pouco importa, mas todas as vezes que nos encontramos, extraímos boas lembranças, rendem ótimas risadas, apelidos e “memes”.

Quem diria mochileiros, UM ANO!
Não há palavras para descrever o quão especiais em minha vida vocês são, o quanto minha vida mudou depois que vocês entraram.
O olhar sobre a vida, sobre a estrada, sobre amizade… vocês são responsáveis por tudo isso.
Inicialmente me trouxe companheiros de viagens, mas ela evoluiu para amigos, irmãos,…
Até mesmo o que era pra ser somente um “romance de viagem”, hoje já se tornou um namoro firme e forte, mesmo com a distancia PR x SP. Pedro
Enfim…Todos, impreterivelmente, TODOS, eu respeito, admiro e sinto um orgulho muito grande em estar próximo : Eu amo vocês!!

Encontro 1 Ano Pos Paraty

Encontro 1 Ano Pos Paraty

Para saber como foi o Encontro e suas Dicas acesse: Encontro em Ilhabela SP (02 a 05 Abril 2015)

Outras dicas de Ilhabela também em Ilhabela, SP (9,10,11 Nov 2013)

Por que pesquisar para uma viagem?

Bem… Se você chegou até esta pagina, é porque possivelmente numa ferramenta de “busca” na internet encontrou algo que pudesse lhe interessar sobre uma viagem.
Desta vez, eu serei um pouco mais extensa e te explicar porque é preciso continuar com essas pesquisas, não se contentar apenas a uma fonte e/ou uma pessoa.

viagem-e-pesquisa-01

Continuar lendo

Saiba quais são as 5 perguntas para escolher seu destino

Algumas pessoas me mandam email pedindo sugestões de viagens em família, de lua de mel, acompanhada ou sozinha, etc…
Sabe, na boa… eu acho isso tão relativo, tão pessoal!
Não é má vontade, muito pelo contrario, eu ajudo numa boa, mas já dizia minha vó ha décadas atrás “Gosto, não se discute”.

plan viagem

 

Continuar lendo

Que país é esse?

Isso aqui não é um texto pra você curtir ou comentar com aplausos, mas para refletir e agir

Recentemente me formei em administração e tive matérias de Economia atreladas a minha formação acadêmica, entretanto, a mesma foi posta em prática ontem, quando numa pesquisa sobre nosso país, eu cheguei a conclusão que estamos ilhados!

Afinal, mesmo que você queira passar uma curta temporada, ou quiçá, morar fora do país, deverá pagar por isso, e muito caro por sinal.

Você chegou a ver quanto está o dólar?
Entenda as razões da alta e os efeitos do dólar a R$ 3

Já que há mundos mais evoluídos, porquê eu tive que nascer justo neste? (Mafalda)

Já que há mundos mais evoluídos, porquê eu tive que nascer justo neste? (Mafalda)

Continuar lendo

Gente, me formei!!

Acredite…neste momento estava me passando um filme na cabeça, pois não era somente um gesto de colocar a borla sob a cabeça, mas o que precisei passar para estar com ele.

IMG_9807

Lembrei de todas as vezes que tive acordar cedo e dormir tarde, das vezes que trabalhei muito ao longo do mês e ver meu dinheiro acabar numa “simples” mensalidade da faculdade. Das vezes que perdi o ônibus, embaixo de chuva e frio ou das vezes que não tinha dinheiro pro vale transporte e pedir carona.
Lembrei também das vezes que pensei em desistir e tive as crises existenciais, das vezes que questionei N vezes meu futuro.
Recordo-me especialmente do momento que optei transferir da faculdade, este sim, um dos momentos mais difíceis da minha vida e fui recebida de braços abertos pela Unicuritiba, mestres e amigos.

Continuar lendo

Entrevista Consulado Americano

Se você já leu o post Como emitir seu Visto? e Como emitir o Passaporte? está na hora de saber um pouco mais sobre a temida entrevista com o consulado.

Não existe uma regra, uma receita de bolo, uma magica, ou algo parecido de “como passar na entrevista” do consulado americano.
Até porque, com as minhas impressões, acredito que tudo é motivo para você ser aceito ou negado.
Voce pode ter muito dinheiro, obter vários carimbos em seu passaporte, falar vários idiomas, comprovar uma serie de vínculos com o Brasil, e ser negado, da mesma forma que poderá ser o inverso da situação e ser aceito.
Ou seja, tudo é muito relativo, essas dicas apenas facilitam o seu processo.

visto2

Continuar lendo

Como emitir seu Visto?

Conforme dito no post anterior sobre Como emitir o Passaporte? , é a hora de falar sobre os vistos.
Em resumo, o visto é uma autorização que determinado país lhe da para adentrar em sua localidade.
Sua permissão está atrelada algumas finalidades, tais como: transito, turista, negócios, estudante, diplomático, jornalista…

visto

Continuar lendo

Como emitir o Passaporte?

Para quem deseja viajar para o exterior, o documento supracitado é de extrema relevância.
Já viajei bastante pelo Brasil e já está na hora de expandir meus horizontes, com base nessa minha curta experiência, relato aqui um post para ajuda-lo a retirar suas duvidas de como emitir tal documento.
Para o visto, veja o seguinte post Como emitir seu Visto?.

pass

Continuar lendo

Exposição: O Mundo Segundo Mafalda

Por mais uma vez, Sao Paulo está de parabéns por apresentar um lazer cultural a seu publico, de modo bem interativo, interessante, divertido e o melhor: gratuito.

“O mundo Segundo Mafalda” surge com a ideia de comemorar os 50 anos da personagem argentina Mafalda criada pelo cartunista Quino, a mesma de um modo inocente, aproveitando de sua ingenuidade, faz criticas ao mundo e ao cotidiano. Mafalda é uma criança que tenta compreender o mundo, fazendo reflexões curiosas, irônicas e engraçadas

IMG_9654

Continuar lendo

Ano Sabatico x Livro: Comer Rezar e Amar

Ano sabático,  todos deveriam fazer!!
O livro abaixo me motivou bastante a isso, entretanto, não significa que tenha lido e/ou que esteja escrevendo esse post, que significa que o farei tão previamente.
Mas esse post é pra você leitor, que planeja um ano sabático e/ou simplesmente adora a leitura sobre viagens e auto-conhecimentos.

Diferente e longe de ser um livro de auto-ajuda, o livro “Comer Rezar e Amar” de Elizabeth Gilbert lançado em 2006 e anos depois inspirado o filme de mesmo nome, com a atriz Julia Roberts, surge com a biografia da autora, em que após um divórcio e uma baita crise existencial, decide fazer o seu ano sabático.

Livro: Comer Rezar e Amar

Livro: Comer Rezar e Amar

Continuar lendo