O que fazer em Curitiba Pr – Parte 1

De acordo com o ultimo post, recebi um amigo de Sp (Marley) na feliz cidade em que moro, Curitiba Pr. Portanto, vou divulgar aqui o seu relato, bem como dicas do que Curitiba propõe aos mochileiros/turistas/viajantes e simpatizantes =D
001

DESLOCAMENTO SP X CURITIBA PR
Saindo de São Paulo tem as seguintes opções:
Avião que sai diariamente de Congonhas, Cumbica e Viracopos.
Aproximadamente 50min/1h de voo
Carro/Moto uma media de 500 km.
Acho interessante o site http://www.mapeia.com.br/ que faz um calculo de gastos com combustíveis/pedágios de acordo com o roteiro que você traçar.
Ônibus direto da Rodoviária Tiete todos os dias diversos horários
(para esta viagem, foi selecionada esta opção).
Empresas Rodoviárias:
Cometa: http://www.viacaocometa.com.br/pt/ /
Itapemirim: http://www.itapemirim.com.br/
Para ambas, passagens a partir de R$72,00.
O trajeto Sao Paulo x Curitiba leva aproximadamente 6 horas.

Pois bem, a minha primeira impressão foi ótima, cheguei á rodoviária de Curitiba, estava em reforma.
ADOREI como estudo engenharia civil me identifiquei logo, estava colocando portas e catracas automáticas, tudo em vidro um luxo, tudo bem organizado e limpo, pedi algumas informações e fui muito bem atendido.
A rodoviária fica na Av. Pres. Affonso Camargo, 330 – Jardim Botânico.
http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/comunidade/rodoferroviaria
Neste mesmo site, tem informações pertinentes a Curitiba, dentre elas:

ONIBUS DE TURISMO EM CURITIBA
http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/transporte/linha-turismo

Uma boa opção de deslocamento para quem deseja conhecer pontos turísticos de Curitiba.
No site descrito acima, possui todas as informações necessárias, mas descrevo aqui que ele tem um custo de R$29,00, passa por todos os pontos turísticos da cidade e lhe permite 4 paradas no ponto que você achar mais interessante.
Uma vez que estava hospedado na casa da Nathalia, a mesma se dispôs em fazer o roteiro comigo de modo independente (a pé/ transporte coletivo/carro), mas cabe aqui divulgar essa opção.

Onibus de Turismo

Onibus de Turismo

ÔNIBUS EXECUTIVO (AEROPORTO X CENTRO)
http://www.aeroportoexecutivo.com.br/
Para quem vem de avião, a opção barata de deslocamento até o centro de Curitiba é a utilização desse transporte.  Vale ressaltar que o Aeroporto Afonso Pena fica na região metropolitana de Curitiba, chamada Sao Jose dos Pinhais.
O transporte de taxi é uma media de R$ 60/90, porem é relativo de acordo com o transito. No entanto, o ônibus executivo acima informado, custa R$12, possui wifi, ar condicionado, saindo a cada 15 minutos do ponto indicado conforme descrito no site acima.

PASSEIO DE TREM CURITIBA X MORRETES/ANTONINA
http://serraverdeexpress.com.br/serra/destinos
Ao ler alguns relatos aqui no Mochileiros tal passeio é muito comentado e muito indicado, desta vez não o conheci, mas tive boas referencias pela Nathalia.
Cabe aqui divulgar um folder explicativo que consegui na própria Rodoviária local este em que o trem desembarca.

Passeio de Trem

Passeio de Trem

Assim que conhecer, retorno aqui para expor mais detalhes, mas disponho aqui algumas dicas da Nathalia em relação a tal lugar:
O mesmo destina-se a Morretes e Antonina, cidade históricas do Paraná que fica uma media de 100km.
Caso vá de carro, vá pela Estrada da Graciosa (Rodovia PR-410) – http://www.curitibacity.com/pt/litoral/101-estrada-da-graciosa.html  uma passeio agradável, no entanto, de trem tem lá seus encantos/charme.
O passeio como pode ser visto, possui um custo relativamente alto, portanto, indicado ir de trem e voltar de ônibus (Viação Graciosa, aproximadamente R$20 o voucher) ou carro.

Obs: O ônibus vai pela BR 277, que liga Curitiba ao litoral do Paraná.

Nas cidades supracitadas, delicie-se com as comidas típicas da região dentre elas o Barreado (uma espécie de cozido de carne com vários temperos, fica cozinhando numa panela de barro lacrada, com uma massa de farinha de mandioca por 24h).
Aproveite e vá a Fabrica de Bala de Banana (algo bem típico da região) e traga alguns pacotes para distribuir aos amigos. http://www.balasantonina.com.br/

ONDE DORMIR?
Ha diversas opções de hostels, dos quais posso divulgar:

Curitiba Hostel http://www.curitibahostel.com.br/
Rua Doutor Claudino Santos, 49, Largo da Ordem – São Francisco (41) 3232-2005 contato@curitibahostel.com.br
Curitiba Eco Hostel http://www.curitibaecohostel.com.br/
Rua Luiz Tramontin, Nº 1693, Bairro Campo Comprido. (41)3274-7979 reservas@curitibaecohostel.com.br
Motter Hostel http://www.motterhome.com.br/
Rua Desembargador Motta, 3574 41 3209.5649 – contato@motterhome.com.br
Curitiba Back Packers http://www.backpackerscuritiba.com.br/
R. Nilo Peçanha, 243 – São Francisco 41 3308-8723 jotakrause@gmail.com
Roma Hostel http://hostelroma.com.br/
Rua Barão do Rio Branco, 805 – Centro (em frente à Praça Eufrásio Corrêia e ao lado do Shopping Estação) 41) 3224.2117 | 3322-2838 info@hostelroma.com.br

Todavia, para ambos é preciso entrar em contato e verificar a disponibilidade/ valores/ diferenciais.

Pois dessa vez eu realizei couchsurfing na casa da Nathalia, que através de muitas conversas e trocas de e-mail recebi um convite para conhecer Curitiba. E é claro que aceitei e fui.

CURITIBA, 22 MARÇO 2014 / SABADO.
Conforme disse acima, fui de ônibus rodoviário na sexta a noite, chegando no sábado de manha em Curitiba. Como estava esperando a Nathy sair da faculdade ela me indicou passar o tempo no:

Shopping Estação ( http://www.shoppingestacao.com.br/ ) para visitar, o mesmo abre as 10h e fica a poucos metros da Rodoviária (és inclusive um dos pontos do Ônibus Executivo informado acima).

Shopping Estação

Shopping Estação

Seu nome faz referência à antiga estação de trem que ligava principais pontos da cidade, hoje conta-se com algumas lojas, uma extensa praça de alimentação, bem como um museu ferroviário relembrando seu passado.

Museu Ferroviario - Shopping Estação

Museu Ferroviario – Shopping Estação

Assim que encontrei Nathalia e Lielto fomos fazer um tour na cidade e me levaram ate a Opera de Arame. (http://www.curitiba-parana.net/opera-arame.htm)

Estava em reforma uma pena 😦 , mesmo assim foi possível tirar umas fotos e ver por fora como é lindo. Um ótimo lugar para visitar não pode ficar de fora do roteiro.
Embora a mesma estivesse fechada, meus anfitriões Nathalia e Lielto, comentaram que este lugar é palco de grandes shows e eventos que envolvem plateia, cita-se inclusive: Tom Jobim, Chico Buarque, Djavan, Ivan Lins, Fernando e Sorocaba (gravaram seu DVD ao vivo lá), Serginho Groissmann (fez seu programa Altas Horas em 2005 lá), etc…

Para a mulherada, segue a dica: Não ande de vestidos/saias, pois seu espaço é vazado e com diversos andares do quais as pessoas que estejam em andares inferiores é possível visualizar suas roupas intimas e lhe deixar em situação constrangedora. Salto Alto é dispensável também, assim como qualquer city tour é inviável pela questão do conforto, mas acima de tudo na Opera de Arame, uma vez que sua passarela é vazada e pode ser uma caminhada desajeitada.

Opera de Arame

Opera de Arame

Ao lado tem a Pedreira Paulo Leminski, também palco de shows em grande proporção. Já passou por ali Paul McCartney, Bon Jovi, Ramones, David Bowie, Roberto Carlos, Milton Nascimento, AC/DC, Pearl Jam, Iron Maiden, ate mesmo no clássico DVD MTV Ao Vivo da Banda Raimundos, trechos foram gravados ali.
Comenta-se que no passado o local literalmente era uma pedreira, onde os vizinhos reclamaram de seu barulho e a pedreira foi desativada, servindo de espaço para grandes shows que também por gloria dos vizinhos e lamentações dos demais moradores foi fechada (mais uma vez), desviando roteiro de grandes artistas para estados ao redor.

Todavia, a voz do povo por mais uma vez foi ouvida, e ela terá sua reinauguração no aniversario de Curitiba (29Março 2014), com show do Roberto Carlos, num acordo com a associação dos moradores, os shows irão começar/terminar cedo, preservando assim a lei do silencio.

Em seguida fomos ao Parque Tanguá http://www.curitiba-parana.net/parques/tangua.htm
Palco de fotos de book de formatura, casamentos… O local dispõe de uma ótima vista da cidade. Atualmente está em reforma e sua cachoeira artificial está desativada, interessante conhecer um dos mais belos cartões postais na cidade que é este parque.
Foi maravilhoso, estava finalzinho de tarde e tirei sem duvidas as minhas  melhores fotos de por do sol ate hoje.

Parque Tanguá

Parque Tanguá

008

Parque Tanguá

Marley & Eu - Parque Tanguá

Marley & Eu – Parque Tanguá

Logo em seguida fomos ao Museu Oscar Niemeyer – MON (conhecido como Museu do Olho) http://www.museuoscarniemeyer.org.br/ Como já era de se esperar fui surpreendido pela arquitetura do cara, fiquei mais fanático ainda pelo trabalho dele um gênio. Consegui fotos fantásticas lá. Não conseguimos entrar porque já estava fechando. Mas não deixou de ser um ótimo lugar para conhecer.

Museu do Olho

Museu do Olho

Museu do Olho

Museu do Olho

Museu do Olho

Museu do Olho

A noite fomos ao Centro Histórico, popularmente conhecido como Largo da Ordem:
O Largo da Ordem lembra muito o centro de Sampa, quem frequenta a região da Madalena e Bixiga vai se identificar muito. Aos cariocas, algo bem semelhante à Lapa. Para quem não conhece tais regiões, nada mais é que um local de ruas largas, com paralelepípedo, onde não passa carros, as pessoas bebem na rua, um ar bastante boêmio.

Largo da Ordem

Lielto, Andressa, Nathalia, Marley, Daila, Dani / Largo da Ordem

Demos uma volta no largo e passamos no Bar do Alemao
http://www.bardoalemaocuritiba.com.br/

Bar do Alemao - Largo da Ordem

Bar do Alemao – Largo da Ordem

Tal bar, o mais famoso e típico da região, dispõe de diversos pratos/bebidas típicas da Alemanha (como próprio nome já diz), sugestão é comer “Carne de Onça” (é um prato com pão, carne crua – que não é de onça – cebolinha) e beber Submarino (Chopp e Steinhaeger), no qual se pode “roubar honestamente” aquele copinho que fica em seu interior, nele vêm diversas estampas, desde pontos turísticos de Curitiba, Bandeiras…

Submarino - Bar do Alemao - Largo da Ordem

Submarino – Bar do Alemao – Largo da Ordem

Ainda fomos a um barzinho muito maneiro conhecido como O Torto (http://otortobar.blogspot.com.br/) , em homenagem ao jogador Garrincha. Bem underground, quem mora em Sao Paulo e frequenta a Augusta baixa se identifica na hora. Tem um pessoal bem punk e alternativo, uma mistura muito legal. Não se espante em ver as pessoas sentadas ao chão degustando suas bebidas e conversando com os amigos, é a posição mais clássica e típica na região. Fique a vontade!!

Bar o Torto - Sao Francisco

Andressa, Nathalia, Marley, Dani, lielto, Daila / Bar O Torto – Sao Francisco

E por fim fechamos a noite de sábado no Expressão Bar e Petiscaria. (próximo ao Bar do Alemão) Fica lá no Largo da Ordem mesmo, bem botecão tem uns detalhes em madeira muito maneiro. Neste dia, estava rolando até musica ao vivo, o que deixou a noite mais agradável ainda.

Expressao - Largo da Ordem

Joao, Lielto, Marley, Dani, Andressa, Daila, Nathalia / Expressao – Largo da Ordem

Seguindo as dicas da Nathalia em relação

VIDA NOTURNA EM CURITIBA:
Acesse o link http://guia.gazetadopovo.com.br/bares/ pois o mesmo demonstra todas opções da cidade.

Em geral Curitiba é dividida em 3 principais locais para quem gosta de BAR/BALADA:
Avenida Batel (Bairro Batel), local mais elitizado, com pessoas da alta sociedade.
Largo da Ordem (Bairro Centro/Sao Francisco), conforme descrito acima, é uma região mais underground e boemia.
– Está surgindo também uma nova região, a Rua Itupava (Bairro Alto da XV) que é o meio termo. Ambas são ruas com diversos bares/baladas, dos quais você seleciona o que mais lhe agrada.

Para quem gosta de TEATRO, compareça a Rua 13 de Maio (Bairro Centro/Sao Francisco – prox Largo da Ordem) e usufrua dos teatros ali existentes, dentre eles o Lala Schneider (http://www.teatrolala.com.br/) e  Teatro Barracão EnCena (http://www.teatrobarracaoencena.com.br/). Um pouco próximo dali tem também o Teatro Guaíra (http://www.tguaira.pr.gov.br/ ) Seguindo o mesmo raciocínio, para quem gosta de Standup Comedy, vá ao Curitiba Comedy Club, http://www.curitibacomedyclub.com.br/ .

Para a LINHA GASTRONOMICA, Curitiba é reconhecida pela diversidade de comidas e comparada a demais capitais, relativamente barato.
– Na Rua Chile (Bairro Rebouças) é possível encontrar diversas opções (japonesa, mexicana, brasileira, italiana…)
– O bairro mais principal e charmoso para quem admira uma boa degustação de vinhos e massas, é Santa Felicidade, trata-se de um bairro italiano, com diversos restaurantes típicos da região.
– Se deseja um bom Churrasco, vá na Avenida Comendador Franco (também conhecida como Av das Torres), pode-se dizer que um rodizio custa na faixa de 25/60reais.

CURITIBA, 23 MARÇO 2014 / DOMINGO.

Domingo acordamos as 8:30 tomamos um café e já partimos para o tour. Nathalia mora no bairro Baracheri, um bairro militar, aproveitou e mostrou o CINDACTA II  Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (http://www.cindacta2.gov.br/)

É possível visualizar o Gloster Meteor F-8 o primeiro jato a voar nos céus do Brasil.

GLOSTER METEOR F-8 / CINDACTA II

GLOSTER METEOR F-8 / CINDACTA II

No mesmo bairro, próximo dali, possui o Museu Egípcio (http://www.amorc.org.br/museu-egipcio.html ).

No qual passamos em frente, tristemente não adentramos, uma vez que o mesmo estava fechado, todavia, na minha próxima visita estarei desbravando tal lugar, e acho pertinente divulgar aqui, já que não vi relatos aqui no mochileiro a respeito dele.

“O museu egípcio criado em 1990, divulga a história do mundo egípcio, é o seu principal objetivo. O acervo é constituído por réplicas de peças que pertencem a coleção de museus europeus egípcios e norte americano, o museu possui salas com exposições, onde o visitante conhece toda a história do mundo egípcio, as salas conta com exposições de longa duração, e no museu fica uma múmia feminina com cerca de 2.700 anos chamada de Tothmea, que viveu de 1070 – 712 a.C, ela é pelo menos 500 anos mais velha que Jesus Cristo, ela foi descoberta no ano de  1885, em uma necrópole de Tebas Ocidental por um secretário do governo americano chamado Samuel Sulivan Cox, que visitava o Egito  não se sabe da sua vida e do seu nome verdadeiro, recebeu o apelido de Tothmea, em homenagem aos Faraós Tothmés aos quais governaram o Egito durante a 18 dinastia entre os anos (1504-1425 a.C), de acordo com os estudos realizados, a possibilidades que ela tenha atuado como cantora ou até mesmo como musicista de um santuário da deusa. A múmia ficou no museu Rosacruz de San Jose, Califórnia, e no ano de 1995 foi doada para o museu egípcio e rosacruz, o acontecimento marca a vinda de uma múmia autentica para a região sul do Brasil”. (Fonte: http://www.curitibacity.com/pt/museus/99-ordem-rosa-cruz-museu-egipcio.html )

Rua Nicaragua, 2641, Bacacheri Museu diariamente de Segunda a sexta das 8h 30m ás 12h e das 13h ás 17h 30m Sabados das 14h30m ás 17h

Museu Egipcio - Rosa Cruz

Museu Egipcio – Rosa Cruz

Como o transporte de Curitiba é referência para todo o Brasil, foi inevitável não andar de ônibus e tirar uma foto no famoso Tubo e Terminais.

Terminal Cabral - Biarticulado/Tubo

Terminal Cabral – Biarticulado/Tubo

Terminal Cabral - Biarticulado/Tubo

Terminal Cabral – Biarticulado/Tubo

Andando pela cidade observei que tem muita acessibilidade, as calçadas tem faixas guias para deficientes visuais e os nomes das ruas escrito em braille nos postes. E muitas rampas para cadeirantes.

Fomos rapidinho ao Passeio Publico http://www.curitiba.pr.gov.br/conteudo/zoologico-e-p-publico-zoologico-e-passeio-publico-smma/331

Considerado um mini zoo no centro da cidade, sendo possível visualizar diversas animais de pequeno porte.

Tome nota: evite horários noturnos, uma vez que é frequentado por marginais, prostitutas e traficantes.

Passeio Publico

Passeio Publico

Em seguida fomos a Feirinha  do Largo da Ordem, que acontece todos os domingos de manha  http://www.feiradolargo.com.br/index.shtml

A feira é muito interessante você encontra de tudo lá, e tem muitos turistas. Passei por carros antigos, encontro de motos, diversas barracas de lembrancinhas e presentes muito massa a feira, segue algumas fotos.

Tem alguns artistas de rua também e circenses. Não deixe de visitar essa feira, não precisa necessariamente comprar algo, mas delicie-se com a cultura existente ali.

ESTATUA HUMANA E O CHAFARIZ PRINCIPAL - CONHECIDO COMO “CAVALO BABÃO”

ESTATUA HUMANA E O CHAFARIZ PRINCIPAL – CONHECIDO COMO “CAVALO BABÃO”

Encontro de Carro/Motos - Feirinha do Largo da Ordem

Encontro de Carro/Motos – Feirinha do Largo da Ordem

Abriga diversos artistas de rua, assim como o Plá (http://pla.mus.br/) , uma figura Curitibana muito conhecida pelas ruas, que anda de bicicleta e pára num local movimentado com seu violão e suas musicas que transmitem Paz & Harmonia.

Plá

Plá

E falando em “figuras curitibanas” ha duas pessoas do qual tristemente não os conheci, mas é comum vê-los pelas ruas da cidade, um deles é o Oil Man (http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/turistando-curitiba/onde-esta-oil-man/) um biólogo aposentado que passa óleo em seu corpo e anda pela cidade de bicicleta. Há também o iconográfico Inri Cristi (http://pt.wikipedia.org/wiki/Inri_Cristo) que não se vê mais na cidade, devido os boatos de sua morte.

Em geral a Feira possui um espaço aberto para todos apresentarem sua arte a céu aberto, de acordo com as minhas guias Nathalia/Daila, a feira é dinâmica e todo domingo tem algo diferente para visualizar. Desta vez, algo que nos fez admirar por muito tempo e dar algumas risadas, foi um artista de rua com sua marionete, um cachorro vira-lata sarnento que pedia dinheiro para comprar sua comida/ração, seu olhar doce, suas brincadeiras e movimentos tão próximos à realidade era inevitável não deixar algumas moedas/notas.

Marionete - Feirinha do Largo da Ordem

Marionete – Feirinha do Largo da Ordem

E próximo dali eu ouvia um barulho diferente, nas Ruinas de Sao Francisco (palco de peças a céu aberto), havia um senhor tocando sua Gaita de Fole (também conhecida como Gaita Irlandesa) para quem quisesse admirar, foi bacana também.

Gaita de Fole / Ruinas de Sao Francisco / Feirinha Largo da Ordem

Gaita de Fole / Ruinas de Sao Francisco / Feirinha Largo da Ordem

Como eu tenho uma certa habilidade com instrumentos de sopro, ele me mostrou algumas notas.

Ensinando Gaita de Fole / Ruinas de Sao Francisco / Feirinha

Ensinando Gaita de Fole / Ruinas de Sao Francisco / Feirinha

Um pouco mais a frente, avistei índios do Equador vendendo sua arte e sua musica, ele também me mostrou alguns de seus instrumentos e foi muito receptivo comigo, deu ate pra arranhar algo em espanhol.

Indio Equador / Feirinha Largo da Ordem

Indio Equador / Feirinha Largo da Ordem

Como mesmo dito, a feira abriga todos os estilos, etnias, status social. E no meio dela possui uma Mesquita, é possível adentrar-se, desde que respeite as doutrinas locais, ou seja, utilização de véu pelas mulheres e retirar os sapatos.

Mesquita - Largo da Ordem

Mesquita – Largo da Ordem

A feira possui diversos produtos para agradar todas as idades, bolsos e gostos. No entanto, não pude deixar de reparar numa barraca que fica próxima a Mesquita, que vende Caleidoscópio, um mais belo e criativo que o outro. Espelho Magico Caleidoscopio  http://espelhomagicocal.blogspot.com.br/

Uma moça muito simpática nos apresentou o Picscopio, ótimas fotos é possível tirar ali

Picscopio - Feirinha Largo da Ordem

Picscopio – Feirinha Largo da Ordem

Ressalto também a beleza do Relógio das Flores que fica próximo ao “Cavalo Babão”

Relogio das Flores / Largo da Ordem

Relogio das Flores / Largo da Ordem

Saindo da feira e desbravando a região ao redor, me deparei com um grafite de Paulo Leminski, um poeta Curitibano, tendo inclusive uma pedreira em sua homenagem (conforme dito acima). Esse grafite é possível visualizar na Galeria Julio Moreira, um local subterrâneo que liga o Largo da Ordem com Praça Tiradentes.

PAULO LEMINSKI / LARGO DA ORDEM

PAULO LEMINSKI / LARGO DA ORDEM

Praça Tiradentes, o coração de Curitiba, bem no centro da cidade, abriga a Catedral Basílica de Curitiba, recém reformada, é possível adentrar-se nela e admirar sua beleza. Construída de 1876 a 1893, em estilo neogótico, segundo o projeto do arquiteto francês Alphone de Plas. Ocupa o mesmo local da antiga matriz do século 17, bem como o da sua sucessora, construída em 1720. O templo é dedicado a Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, a Padroeira de Curitiba

Catedral Basílica de Curitiba

Catedral Basílica de Curitiba

Prosseguindo com a caminhada, fomos para a Rua XV, também chamado “calçadão”, antigamente passavam Bondinhos nesta rua o qual ainda possui um exemplar de recordação, em seu interior possui livros infantis para interagir com as crianças.

Bondinho da XV

Bondinho da XV

Ao lado do bondinho possui vários bares, uma região chamada de “Boca Maldita”, conhecida por esse nome pois na década de 50 (até os dias atuais) reúnem intelectuais da cidade que discutem sobre os assuntos políticos e sociais de Curitiba, obtendo assim, um carinhoso apelido de “bocas malditas”.

Neste mesmo reduto tem o Palácio Avenida, local este que é a “matriz” do banco HSBC no Brasil e palco de um belo espetáculo de Natal, onde numa ação natalina o banco reúne crianças para cantar canções típicas a data em sua janela, para animar o evento conta-se com padrinhos/madrinhas (artistas famosos) e explosões de fogos de artificio. Para ter uma noção vide link http://www.hsbc.com.br/1/2/br/sobre-o-hsbc/sustentabilidade/natal-do-hsbc

Palacio Avenida

Palacio Avenida

Continuamos com a caminhada pelo Calçadão, onde é possível visualizar diversos prédios históricos que servem de lojas de departamentos e galerias, mas que enche de glamour a capital curitibana nos deparamos com o Paço da Liberade http://www.curitiba-parana.net/patrimonio/paco-liberdade.htm. O mesmo é um centro cultural localizado na praça Generoso Marques, reinaugurado em 29/03/2009 (aniversario de 316 anos de Curitiba)  após passar por uma minuciosa restauração custeada pelo SESC. O prédio é tombado pelo patrimônio municipal (Curitiba), pela Secretária de Estado da Cultura do Governo do Paraná e pelo Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN). Demos uma passada rápida para tirar umas fotos, mas não entramos. Arquitetura maravilhosa.

Paço da Liberdade

Paço da Liberdade

Voltando ao calçadão da XV e prosseguindo com a caminhada, me encontrei na Praça Santos Andrade, onde possui a Reitoria da Universidade Federal do Paraná. http://www.ufpr.br/portalufpr/  Lindo, muito massa e me lembra a Acrópole de Atenas. Nesta praça é que são divulgados os resultados dos aprovados no vestibular dessa tão concorrida universidade, conta-se com banhos de lama e muita festa.

UFPR / Pç Sts Andrade

UFPR / Pç Sts Andrade

Apos algumas fotos e caminhadas estendidas, percebemos que já estava próximo ao almoço, portanto, seguimos ate ao Shopping Estação.  No caminho (travessa da lapa) há dois comércios esportivos interessantes:

– O primeiro é o Campo Base, local onde possui maior estrutura de escalada do sul do Brasil, ou seja, praticantes de montanhismo #segueadica. http://campobase.esp.br/site/

– A poucos metros na mesma rua possui a Drop Dead Skate Park. (http://www.dropfamily.com.br/WebSite/SkatePark.aspx ) É a primeira pista de skate coberta do Paraná, sendo uma das melhores do país. Diversos praticantes do esporte estiveram presentes nesta pista, dentre eles, Chorão do Charlie Brown Junior. Além da pista, o espaço também possui em seu interior a loja da marca Drop Dead.

Drop Dead Skt Park

Drop Dead Skt Park

Almoçamos no Shopping Estação.

Para fechar com chave de ouro não podia faltar o Jardim Botanico. http://www.curitiba-parana.net/parques/jardim-botanico.htm

Muito bonito, realmente um espetáculo, tirei diversas fotos e todas ficaram legais. Tenha uma boa bateria em sua câmera fotográfica nesse parque, uma vez que a cada flash é uma foto maravilhosa, uma boa recordação a ser emoldurada num porta retrato.

Jd Botanico

Jd Botanico

O jardim botânico, como mesmo o nome diz, trata-se de uma estufa onde armazena diversas plantas, sua arquitetura dá um charme ao local, sendo ele o cartão postal da cidade de Curitiba. Um espaço enorme com diversas opções de lazer e bem sugestivo a passar uma tarde num pique-nique com amigos, numa roda de violão ou até mesmo de Chimarrão, bebida e habito típico entre os sulistas.

Jd Botanico

Jd Botanico

O Jardim Botânico, além de sua enorme estufa possui também o “jardim das sensações” (inaugurado em 2008), uma nova proposta para nos aproximar da natureza através de outros sentidos que não a visão, ou seja, através de um tampão em seu olho, a ideia desse jardim é aguçar a sensibilidade tátil, gustativa, olfativa e auditiva caminhando pela estradinha rodeada de plantas, das mais variadas estruturas, texturas, aroma e gosto… Como mesmo dito, o espaço reserva muitos pontos bacanas para fotografia, não é estranho ver pessoas realizando seus books, e tirando fotos, nesta aqui por exemplo é possível identificar como Curitiba receber uma forte influencia da Europa, onde tal espaço verde tem inspiração no Jardim de Versailles (Paris).

Jd Botanico / Inspiração Jd Versailles

Jd Botanico / Inspiração Jd Versailles

Daila, Marley, Nathalia / Jd Botanico

Daila, Marley, Nathalia / Jd Botanico

Curitiba é uma cidade fantástica, tem inúmeros parques e muitos lugares para visitar, a facilidade de locomoção é muito boa a melhor do Brasil imagino. Fica muito fácil andar toda a cidade e ir a todos os pontos turísticos de transporte publico ou a pé. Tudo fica muito perto e o clima friozinho é agradável para andar muitos quilômetros e não se cansar, já estive em outras cidades do Brasil, mas sem duvidas Curitiba fiz a minha melhor urban trip ate hoje. Tive a ajuda da Nathalia, Daila e Lielton que me mostraram toda a cidade e em apenas um final de semana conheci tudo isso. E ficaram ainda mais coisas para uma próxima oportunidade.

Escultura "Mae Curitibana" / Jd Botanico

Escultura “Mae Curitibana” / Jd Botanico

ROLE EM CURITIBA – PDF

e para inserir-se na cultura curitibana, indico acessar o Canal no Youtube :
Tesão Piá
http://www.youtube.com/user/tesaopia
We Are Curitiba

Mais dicas em: (Atualizado em 21.01.15) O que fazer em Curitiba Pr – Parte 2

Anúncios

5 comentários sobre “O que fazer em Curitiba Pr – Parte 1

  1. Com a sua companhia, tudo fica show , adorei a sua cidade e quando der é claro eu vou ver vocês outra vez e ir ao lugares em que não pode ir . Melhor urban trip e sem duvidas o melhor por do sol da minha vida ate hoje 0/ amei

  2. Pingback: O que fazer em Curitiba Pr – Parte 2 | Ná Feliz Cidade

  3. Pingback: Minhas impressões sobre: Hard Rock Café Curitiba | Ná Feliz Cidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s