Livro e Filme: Na Natureza Selvagem (Into The Wild) / Jon Krakauer

Nos últimos tempos, tenho feito minhas retenções de custos para uma grande viagem, portanto, o que me resta atualmente é viajar através dos livros…
Para fomentar os posts aqui no blog, bem como, por solicitação, farei indicações das minhas viagens através de paginas.
Dentre elas cabe comentar um livro que li recentemente: Na Natureza Selvagem (ou Into The Wild) de Jon Krakauer.

Sim sim, é um livro publicado em 1996, que na sequencia (em 2007) também originou o filme do mesmo nome, onde Eddy Vedder (vocalista do Pearl Jam) faz uma incrível trilha sonora e que inclusive recomendo escutar a mesma enquanto lê o livro.

De um modo geral para filmes que foram originados através de livros, eu recomendo primeiramente a leitura para depois a visualização do filme, acho que perde um pouco o encanto. Assim como qualquer livro, o mesmo sempre vem com maiores informações ou mais detalhes sobre a andança daquele determinado personagem/historia.

Mas se você não leu ou não viu esse filme da vida real, fica aqui a minha dica :: pois Christopher McCandless foi a inspiração de muitos mochileiros por ai.

A proposito, ele tambem adorava ler!

Na Natureza Selvagem, de Jon Krakauer.

Na Natureza Selvagem, de Jon Krakauer.

Afinal, quem nunca teve aquele momento da vida de querer jogar tudo pro alto e ir atrás de um sonho?
Quem nunca se viu dentro de uma rotina e a questionou o seu modo de vida capitalista?

Então… Chris também teve isso, mas de um modo mais radical (eu diria).
Ele era um cara que no inicio dos anos 90 – época onde não existia Google, facebook, whatsapp, GPS (wtf?) – , largou tudo o que tinha: diploma, dinheiro, carro, família e decidiu começar uma nova vida, isso inclui ate mesmo uma nova identidade, ele se nomeou como “Alex Surpertramp” (ou Alex Super Andarilho), rumo ao seu grande sonho de ir ao Alasca, fugir e viver uma vida somente dele, com suas regras e métodos.

O mesmo foi um rapaz crescido numa família de alto poder aquisitivo, seus pais tinham problemas conjugais, o qual após a descoberta da traição de seu pai, Chris se revoltou, guardando consigo tal segredo e se remoeu internamente, sendo assim, um dos motivos que o fez a escrever a historia de sua vida, sobretudo, do livro e do filme.

No caminho até chegar ao Alasca surgiram personagens na vida de Chris que o auxiliaram em sua aventura, pessoas os quais lhe deram conselhos, abrigo, dicas, dinheiro, roupa ou qualquer outro meio que pudesse orienta-lo em sequenciar sua vida. Nessa sua aventura, ate trabalhava de vez em quando para descolar um dinheiro pra sua subsistência, mas qdo se sentia manipulado, não titubeava e ia embora sem dar satisfações.

Já no Alasca acampou no interior do Onibus 142 do Fairbanks Transit System  (carinhosamente chamado de “Onibus Magico”) que propositalmente foi incluso para servir de moradia temporária aos trabalhadores de uma construção local,  mas também  a disposição aqueles que caçavam ou se aventuravam pela região, assim como Chris.
(Obs: há diversos grupos que organizam viagens para conhecer o Denali National Park & Preserve (U.S. National Park Service), onde o ônibus original encontra-se e tambem “cenário” da vida de Chris. Entretanto, devido a diversas mortes a trilha está fechada exatamente para preservar a vida dos viajantes aventureiros que se arriscam em meio aos animais selvagens.)

Independente de qual teor seja o livro/filme sempre é bom extrair alguma experiência para si.
Neste caso, o “Na Natureza Selvagem”, transmite a informação de desapego.

Sou uma pessoa muito ligada a família e sinceramente eu não iria me sujeitar a “cair no mundo” sem ao menos posicionar meus pais/amigos as minhas andanças, enviaria pelo menos um cartão postal.

Alguns idolatram Chris e o intitulam como herói devido seu desprendimento a sociedade, enquanto outros o julgam como inconsequente, irresponsável, logo consideram sua atitude de abandonar tudo, sem falar com a família, um egoísmo superficial, beirando o suicídio.

Contudo é perceptível e compreensível a escolha do “estilo de vida” de Chris, um rapaz jovem com uma vida infeliz, troca sua estabilidade financeira e conforto da família para conhecer a si mesmo, estando junto ou dentro da natureza (como mesmo o nome sugere).

Chris morreu aos 24 anos em Agosto de 1992 (uns falam que por envenenamento outros por inanição), dentro do “Onibus Magico”.
Viveu no Alasca por 113 dias e sua historia ainda é questionado por diversas pessoas pelo mundo, afinal, ele era apenas um jovem muito autentico que queria experimentar a natureza da vida e conhecer o seu “eu ancestral”, sem qualquer tipo de envolvimento com o sistema da época, não tinha experiência de vida, sobreviveu com ajuda de algumas caronas, moradias temporárias, caça, algumas outras doações e ficou famoso pela frase: Happiness is only real when shared, tendo percebido que a felicidade só é real quando compartilhada.

Seria essa a maior lição do solitário Chris?
Leia o livro, veja o filme, escute a trilha sonora e tire suas conclusões.

Confira o trailer do filme, com legendas em português:
http://www.youtube.com/embed/D4SeyeHEC6I

A tão famosa trilha sonora do filme
http://www.youtube.com/watch?v=LJpa3A5hp-4

Se deseja se aprofundar mais sobre a historia real de Chris
http://www.christophermccandless.info/

Anúncios

Um comentário sobre “Livro e Filme: Na Natureza Selvagem (Into The Wild) / Jon Krakauer

  1. Pingback: Livro e Filme: Livre. Cheryl Strayed | Ná Feliz Cidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s