Ano Sabatico x Livro: Comer Rezar e Amar

Ano sabático,  todos deveriam fazer!!
O livro abaixo me motivou bastante a isso, entretanto, não significa que tenha lido e/ou que esteja escrevendo esse post, que significa que o farei tão previamente.
Mas esse post é pra você leitor, que planeja um ano sabático e/ou simplesmente adora a leitura sobre viagens e auto-conhecimentos.

Diferente e longe de ser um livro de auto-ajuda, o livro “Comer Rezar e Amar” de Elizabeth Gilbert lançado em 2006 e anos depois inspirado o filme de mesmo nome, com a atriz Julia Roberts, surge com a biografia da autora, em que após um divórcio e uma baita crise existencial, decide fazer o seu ano sabático.

Livro: Comer Rezar e Amar

Livro: Comer Rezar e Amar

Ela definiu três lugares para fazer seu ano: Itália, Índia e Indonésia.
Ou seja, explorar a arte do prazer na Itália, a arte da devoção na Índia e, na Indonésia a arte de equilibrar as duas coisas.
E coincidentemente percebeu que ambos países começam com a letra “I”, que em inglês significa “eu”.
Ficaria aproximadamente 4 meses em cada um desses lugares, explorando cada pedacinho, em busca do seu “eu”, ou seja, usando palavras da autora, ela descreve no livro “queria explorar em detalhes um aspecto de si mesma em relação ao contexto de cada país”.

Para ela,  e eu estou muito de acordo:  [a ideia de passar algum tempo vivendo em meio a uma cultura onde o prazer e a beleza são reverenciadas é muito atrativo], em geral, Ms Gilbert queria aquilo que os gregos chamavam de ´kalos kai agathos´, o perfeito equilíbrio do bom e do belo.

Para quem não sabe,  “ano sabático”,  refere-se uma viagem em busca do auto-conhecimento,  motivado por pessoas que buscam também um novo estilo de vida,  uma mudança. Elizabeth Gilbert descreve da seguinte forma : “uma busca espiritual genuína é, e sempre foi, uma empreitada de disciplina e método”

A decisão de sua viagem, foi motivada por uma serie de questionamentos, mas uma vez decidida, a pergunta que não quer calar: Quais serão as minhas escolhas? O que acho que mereço nesta vida? Onde posso aceitar fazer sacrifícios e onde isso não sera possível?

Existe uma piada italiana maravilhosa sobre um homem pobre que vai à igreja todos os dias e reza diante da estátua de um grande santo, dizendo: “Querido santo, por favor, por favor, por favor… conceda-me a graça de ganhar na loteria.” Esse lamento dura meses. Por fim, irritada, a estátua ganha vida, baixa os olhos para o suplicante e diz, com uma repulsa cansada: “Meu filho, por favor, por favor, por favor… compre um bilhete.”
Foi o que Elizaberth Gilbert fez! Comprou três bilhetes: Itália, Índia, Indonésia.

Na Itália, Ms Gilbert explora os restaurantes e com isso conhece diversas pessoas,  já lhe mostrando uma nova cultura e um novo olhar de vida.  Neste país,  ela engorda,  aumenta alguns números de seu manequim e descobre acima de tudo o prazer de Comer!comerrezaramargrandePara elaaquele não era o momento para arrumar uma linda historia de amor e complicar ainda mais a sua tão enrolada vida. Aquele era o momento para procurar o tipo de cura e de paz que podem vir da solidãodescobriu também que tudo o que queria fazer, na verdade era comer aquela comida maravilhosa e falar o máximo possível daquele italiano maravilhoso.

pizza-margherita

Seu ano sabático optou por fazer sozinha, oras, é uma viagem de auto-conhecimento, um pouco antes de viajar a Itália – seu 1º destino – foi questionada pelo fato de não ter amigos em determinados países, e corajosamente ela respondia mentalmente: mas vou ter!

1

Em certas passagens do livro, a mesma relata sobre depressão, solidão e na Itália, sobretudo, percebe que a mesma é uma grande aliada, onde sua voz interior a responde : “Então fique sozinha Liz. Aprenda a lidar com a solidão. Aprenda a conhecer a solidão. Acostume-se a ela, pela primeira vez na sua vida. Bem vinda a experiência humana. Mas nunca mais use o corpo ou as emoções de outra pessoa como um modo de satisfazer seus próprios anseios não realizados”.

images

Quatro meses depois,  já visto que aprendeu muito com a Itália e com as pessoas que ali conviveram,  ela precisava ir à Índia e conhecer o retiro espiritual de uma guru muito famosa nos Estados Unidos.  Ao chegar no tal lugar,  percebe que a mesma não está presente,  mas continua com seu objetivo de meditar e estar mais presente a Deus,  não eh difícil dizer que aqui a mesma descobre o seu lado : Rezar!

925419 - EAT PRAY LOVE

Em alguns trechos do livro, destaca-se suas suplicas Desculpe incomodar o senhor tao tarde assim, mas é que eu estou com um problema serio. E desculpe por nunca ter falado com o senhor assim diretamente, mas espero de verdade sempre ter me expressado minha enorme gratidão por todas as bênçãos que o senhor deu na minha vida. Não sou nenhuma especialista em oração, como o Senhor sabe, mas será que poderia me ajudar?Estou precisando desesperadamente de ajuda. Não sei o que fazer. Preciso de uma resposta. Por favor me diga o que fazer...”

eat_pray_love06

Na índia a mesma pratica-se muito Yoga, o qual a define como o domínio de si e esforço dedicado a desviar a atenção de reflexões intermináveis sobre o passado e preocupações infindáveis com o futuro para, em vez disso, conseguir buscar um lugar de eterna presença, de onde possa olhar com tranquilidade para si mesmo e para o mundo ao redor. No entanto, existe uma diferença entre a meditação e a oração, embora ambas as praticas busquem uma comunicação com o divino. Ouvi dizer que a oração é o ato de falar com Deus, enquanto a meditação é o ato de escutar.

EAT PRAY LOVE

Liz conheceu Richard (do Texas),  um homem com experiência de vida,  que chegou na Índia após problemas familiares.  Ela o questiona diversas dificuldades em sua vida e também em sua viagem, Richard lhe da o conselho o qual com muito apreço fiz questão de destacar em meu livro e repassar a vcs:

– Escute aqui Sacolão – Diz Richard (se referindo a Liz) – Algum dia vc vai olhar pra trás, para este momento da sua vida, e pensar que época deliciosa de luto ele foi. Vai ver que estava lamentando a sua perda, e que o seu coração estava despedaçando, mas que a sua vida estava mudando {…} A verdadeira alma gêmea é um espelho, a pessoa que mostra tudo que está prendendo você, a pessoa que chama a sua atenção para que você possa mudar a sua vida. Uma verdadeira alma gêmea, é a provavelmente a pessoa mais importante que você vai conhecer, por que elas derrubam as suas paredes e te acordam com um tapa. Mas viver com uma alma gêmea pra sempre? Não. Doi demais. As almas gêmeas só entram na sua vida para revelar a você uma outra camada de você mesmo, e depois vão embora. Acabou, Sacolão. A missão do David era acordar você, tirar vc daquele casamento do qual você precisava sair, destroçar um pouquinho o seu ego, mostrar para você os seus obstáculos e vícios, despedaçar o seu coração para uma nova luz poder entrar, deixar você tão desesperada e fora do controle que você fosse obrigada a transformar sua vida, e depois apresentar você a  sua mestra espiritual e sair fora. Essa era a função dele, e ele foi ótimo, mas agora acabou. O problema é que você não consegue aceitar isso, que esse relacionamento tinha um prazo de validade bem curto.
–  Mas eu amo ele
–  Então ame ele
– Mas eu sinto saudade dele.
– Então sinta saudade. Mande um pouco de amor e de luz sempre que pensar nele. Você só esta com medo de largar os últimos pedacinhos de David por que ai vai estar sozinha de verdade , e Liz Gilbert morre de medo do que vai acontecer se ficar realmente sozinha. Mas o que você precisa entender é o seguinte, Sacolão: Se você libertar todo esse espaço na sua mente que esta usando agora na sua obsessão por esse espaço , vai abrir um vazio ali, um espaço aberto… uma entrada. E adivinhe o que o universo vai fazer com essa entrada?: ele vai entrar…Deus vai entrar…e vai encher vc com mais amor do que jamais sonhou, então pare de usar o David para fechar essa porta, esqueça isso.

images (1)

Após viver essas experiências decide ir à Bali/Indonésia,  pois anos atrás conheceu um xamã que havia lhe dado uma profecia.  Ketut lhe dá ensinamentos xamãs, enquanto Gilbert o desenvolve com o inglês.

2/3 de sua viagem estava concluída e já tinha uma sensação de missão cumprida, afinal, sua tarefa na Indonésia era procurar o equilíbrio e hoje ela estava com a sensação de estar procurando mais nada, porque o equilíbrio de alguma forma veio naturalmente, isso evidencia no seguinte trecho: mas o que acontece é que posso sentir minha própria paz e adoro o ritmo dos meus dias, divididos entre praticas devocionais tranquilas e os prazeres de uma bela paisagem, amigos queridos e boa comida, ademais, as minhas preces são expressões da minha gratidão pela intensidade do meu contentamento.

julia-roberts-eat-pray-love-bali

No alto de sua experiência, Liz percebeu que felicidade é consequência de um esforço pessoal, você luta por ela, faz força para obte-la , insiste nela, e algumas vezes viaja o mundo a sua procura.

Foi aqui, onde Elizabeth conheceu um brasileiro chamado Felipe e que a lhe deu a palavra da sua viagem: Amar.

images (2)

Ao longo do livro conta a  historia dos dois e como Liz decidiu se entregar a paixão, o que por sinal é muito inspiradora. Ela mereceu!

Em geral, a autora dá diversos conselhos onde não é fácil, oras, o impacto emocional que é de matar, o choque de sair do caminho conhecido de um estilo de vida convencional e perder todos os agradáveis confortos que mantem tanta gente nesse caminho para sempre.

É melhor viver o seu próprio destino de forma imperfeita do que viver a imitação da vida de outra pessoa com perfeição. Então agora comecei a viver a minha própria vida. Por mais imperfeita e atabalhoada que ela possa parecer, ela combina comigo, de alto a baixo.

eat3

Para um coração partido e que motiva a fazer uma viagem dessas, Liz aconselha: Seis elementos de seu Tratamento Infalível para a Cura de um Coração Partido – Vitamina E, dormir bastante, beber bastante agua, viajar para um lugar bem longe da pessoa que vc amou, meditar e ensinar seu coração que isso é o destino.

Por fim, o que na verdade Liz defende desde o inicio, é que apesar de tudo isso, viajar é a verdadeira grande paixão de sua vida.

etapraylove

Enfim… tal livro li por duas vezes em diferentes momentos de minha vida, onde pude extrair diversas informações e aconselhamentos, é tao interessante saber que pessoas desconhecidas passam pelos mesmos dilemas e mesmo a distancia podem nos transmitir tao sincera e pura verdade.

Este sim, é meu livro de cabeceira, com diversos rabiscos, destaques e que aconselho a todos ler, nao se contentar apenas com o filme, uma vez que a leitura de modo mais rica tras detalhes de quão linda foi a historia de Gilbert e o quanto ela tem para nos ensinar.

Obs: os trechos em destaque foram extraidos do proprio livro

A proposito…  Ficou curioso para saber quem é Elizabeth Gilbert e Jose Nunes (o brasileiro gaúcho, de codinome “Felipe”)?
gilbert30f-11-web
Leia tambem essa materia a respeito: Quem é o brasileiro casado com a escritora Elizabeth

Anúncios

Um comentário sobre “Ano Sabatico x Livro: Comer Rezar e Amar

  1. Pingback: 1 Ano de Namoro (à distancia) | Ná Feliz Cidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s