Meu amor por São Paulo

São Paulo sempre me pareceu uma cidade muito distante da minha realidade.
Sou uma carioca, amante de praia e que embora resida em Curitiba na maior parcela de minha vida, tive meus préconceitos com São Paulo.
Sempre muito impressionada com os noticiários da tv, em relação a seu caótico trânsito, a rotina das pessoas , ao vicio do trabalho e até mesmo as gratuitas violências por motivos tão banais (tal como ocorre no Rio de Janeiro e demais cidades), me permitiu criar um preconceito enorme com essa cidade.
As primeiras coisas que me vinham em mente sobre São Paulo era: “multidão, muvuca, agito, filas” e todos demais sinônimos que se possam referenciar sobre o grande acumulo de pessoas num pequeno espaço.

IMG_20150627_172118

Inegável que a mesma tenha seus problemas urbanos (violência, transito), bem como seu custo de vida mais elevado que demais capitais, mas você já parou pra observar que tudo acontece la?
As coisas “explodem” em São Paulo e na sequencia pulverizam para as demais cidades.
Moro em Curitiba, numa capital (que AMO), mas que parece cidade de interior se comparada a São Paulo, pois tudo de novidade que possui aqui, são provenientes de lá.
Não quero parecer arrogante, nem sequer jogar confete, o objetivo desse post é apenas desmitificar e parar de julgar uma cidade por suas aparências televisivas.

As impressões que tive quando visitei São Paulo pela primeira vez , não foram boas, afinal aguçou negativamente todos os meus sentidos: o odor da Marginal Tietê, as buzinadas dos carros e dos motoboys, bem como, o céu cinza acompanhado de uma garoa chata, permitindo qualquer foto colorida tornar-se preto&branco – foi sim motivo de evidenciar todas as minhas teorias.
Mas eu me permiti ser levada por aquele caos todo e compreender “Como e Por quê” tantas pessoas optam em morar ali, mesmo com tantos problemas.
E por ironia do destino, cá estou namorando um paulistano, comparecendo na cidade quinzenalmente e posso então confessar, meu grande arrependimento por julga-la tao pesadamente.

São Paulo  me ganhou na cultura de suas exposições gratuitas (Castelo Ra Tim Bum / Mafalda), nas suas manifestações populares em prol de qualidade de vida, nas gastronomias diferenciadas…
Na passarela da Avenida Paulista, nas ruas com nome de flores/líricos da Vila Madalena e suas adoráveis vielas e bistrôs, no contraste da Rua Augusta, no charme de Moema, dos enormes prédios da Faria Lima endereço de grandes escritórios, do gostinho oriental da Liberdade, da calmaria em meio a balburdia do Parque Ibirapuera, do ritmo da Galeria do Rock , do consumismo da 25 de Março e do sabor do Sanduiche de Mortadela do Mercadão. (dentre outros)
Ahhh Sum Paulo, Sampa City, Samps, éssePê…

Numa dessas minhas andanças, concordei quando ouvi uma criança dizer a sua mãe na Avenida Paulista: O mundo cabe aqui!

Afinal, tem de tudo um pouco (o famoso “tudo junto e misturado”),  capaz de agradar todos os estilos, bolsos, etnias…
Esses dias assisti um filme (Ponte Aérea) e eu me identifiquei com a frase da personagem: “Mas eu piro tanto em São Paulo, eu acho uma cidade fascinante, tem gente de tudo qualquer canto. Ah parece que tudo é possível em São Paulo. Sem falar que sempre tem um prédio com uma placa escrito ’em breve’. Eu piro nisso. Sei lá, parece que tudo que a gente não viveu está lá, só q tem q ir pra descobrir“.

E parece loucura, porque a cidade continua malcheirosa e cinza, mas alguma coisa aconteceu e me faz ate mesmo cogitar na possibilidade de morar la.
Enfim… minha recomendação é: desliga a TV e vá conhecer São Paulo, se permita entrar no agito da cidade, esqueça os estereótipos e sinta-se acolhido, é NoiX!

Anúncios

2 comentários sobre “Meu amor por São Paulo

  1. Ah Nath… Eu tenho amor e ódio por São Paulo. É um lugar bom para ser turista, mas sufocante para se morar. O meu coração aperta quando escuto a música Sampa, e bate mais forte quando o avião aterrissa e o comandante diz Bem-vindo à São Paulo. Mas confesso que não posso chamar mais a minha terra natal de lar.

    • Oi Lii…Entendo! A minha visão de Sao Paulo, ainda é superficial, pois nao sou moradora local, mas gostaria apenas de expressar o que penso e o que sinto por ela, nessas minhas visitas constantes. E tambem, incentivar a olhar a cidade com outros olhos. Acho extremista demais dizer que “Não existe amor em S.P”, pois ela tem sim seus beneficios.

      Esses dias assisti um filme (Ponte Aerea) e eu me identifiquei com a frase da personagem: “Mas eu piro tanto em São Paulo, eu acho uma cidade fascinante, tem gente de tudo qualquer canto. Ah parece que tudo é possível em São Paulo. Sem falar q sempre tem um prédio com uma placa escrito ‘em breve’. Eu piro nisso. Sei lá, parece que tudo que a gente não viveu está lá, só q tem q ir pra descobrir“.

      Pra mim, pelo menos, faz muito sentido, mas respeito todas as opinioes, amor e odio as vezes andam juntos em Sao Paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s