San Francisco – CA e sua Diversidade.

Ja declarei meu amor pela Golden Gate, ja falei o quanto ela é linda e importante pra mim, mas calma: San Francisco nao se resume apenas ela!
A cidade tem outros atrativos que agradam a todos os públicos, San Francisco é a região que tem dentro dela vários países, cidades, culturas , ambos convivem harmoniosamente e eu digo que é: tudo junto e misturado. Apresentando assim, uma enorme diversidade…Ahh como eu amo isso!!

Gostaria apenas de salientar, que cada região tem sua particularidade, dediquei ao menos 1 tarde em cada lugar, alguns visitei varias vezes, mas descrevo aqui de uma forma resumida do que cada um está disposto a te apresentar.

Vamos começar então a falar sobre:
Hayes Valley  mais conhecido como o “Bairro Hippie

Haight-Ashbury

Haight-Ashbury

Um dos cruzamentos mais famosos de San Francisco: A esquina ‘Haight com a Ashbury ” no bairro Hayes Valley, mas popularmente conhecido como’ bairro hippie’ teve seus dias de glória na década de 70, onde jovens universitários curtiam a região sobre a onda ‘paz e amor’, Janis Joplin morou nas proximidades dessa esquina.

IMG-20150814-WA0095

Hayes Valley / Hight-Ashbury

 

Na época do “Paz e Amor”, esta área era o centro do movimento hippie, com muitas drogas, roupas multicoloridas, rebeldia, todo muito muito doido… Haight Street ainda é o lar dos não-conformistas, resquícios da época hippie, anos 60. Mas, atualmente também virou point dos sem-teto. Repleta de cafés, restaurantes, lojas  de instrumentos musicais, discos usados, roupas vintage, tudo com cara de túnel do tempo.

Andar por essas ruas é um ‘turismo alternativo’, diversas lojas de roupas, muitos brechós, com roupas selecionadas pela época ‘peace and love’ e também muita (mas muita!) coisa vintage.
Livrarias, tabacarias e tudo que possa remeter a época encontra aqui. Amei esse lugar!

IMG-20150816-WA0037

Booksmith / Hayes Valley / Hight

 

Por falar em Livraria, vale a pena conhecer a The Booksmith, uma livraria independente e diferenciada onde os leitores deixam bilhetes nas estantes próximas ao livro e indicam a leitura do mesmo, de acordo com a experiencia vivida. Recheada de grandes obras, temas e preços, a mesma agrada a todos os amantes de leitura.

De qualquer maneira, a ideia é ótima! Eu adoro encontrar esses estabelecimentos que sobreviveram às grandes redes, costumam transbordar personalidade.

Inclusive, fiquei muito feliz, que no meio de tantos, foi possível encontrar diversas obras do Paulo Coelho, um escritor brasileiro famoso e que estava com seu lugar de destaque na The Booksmith, Ah! e diversos bilhetes sobre o mesmo.

 

DCIM101GOPRO

Booksmith / Hayes Valley / Hight

Saindo da area hippie, agora é hora de desbravar:
Castro/Eureka Valley – Mais conhecido como o “Bairro Gay”

20150812_183011

Castro/Eureka Valley

San Francisco é reconhecida por ser a “cidade gay”, devido a este bairro. Conta-se na historia, que Harvey Milk, foi o primeiro homem abertamente gay a ser eleito a um cargo público na California. Ele brigou pelos direitos homossexuais o que foi um dos motivos pelo seu assassinato em 1978.

Milk A voz da igualdade foi um filme realizado em homenagem ao mesmo , foi indicado ao Oscar de 2009 em 8 categorias, mas venceu a estatueta de melhor ator e de melhor roteiro original.

Conhecer Castro é abrir a cabeça para o “diferente”, é comum ver casais gays se relacionando abertamente em espaço publico, ativistas nus protestando a favor de seus direitos, sem contar as lojas e suas vitrines exóticas.

Diversos bares, barbearias, lojas… Castro é um bairro animado e “Feliz”. Recomendo conhecer o mesmo, pois tem um poder muito forte acerca da historia da cidade, sem contar que sua faixa nas cores do Arco-Iris apresenta um charme na cidade digna de registrar uma foto

DCIM101GOPRO

Castro/Eureka Valley

A caráter de curiosidade: saiba que nesta esquina funciona o Harvey’s restaurant bar , onde era a casa de Harvey Milk, fica na 500 Castro St esquina com a 18 st.

Hora de falar sobre : ChinaTown

SF2

ChinaTown

Quem pensa que a Chinatown de San Francisco é igual a todas as comunidades chinesas fora da Ásia, está redondamente enganado. É a mais antiga Chinatown da América do Norte e a segunda maior dos Estados Unidos (perdendo apenas para a de NY, aliás, é bem mais mais bonita).

O Dragon Gate, a iluminação das ruas e os tetos dão uma atmosfera tipicamente chinesa.
Passeie pelas vielas no entorno do portal descubra o autêntico cotidiano chinês.
Os poucos que falam ingles, sao turistas. Literalmente, voce adentra num pedacinho da China.

A proposito, nesta região encontra-se os souvernirs mais baratos e variados.

E falando em asiáticos, os mesmos dominam San Francisco, há uma população considerável na cidade, mas nao ouse, confundir Chines x Japonês x Coreano: pois isso é briga na certa em qualquer lugar do mundo. Porem aproveito o gancho e gostaria de descrever sobre o Japanese Tea Garden, que fica no interior do Golden Gate Park, neste mesmo parque há diversas atrações, dentre elas a Academia de Ciência/California Academy of Sciences in San Francisco.

Fernanda, Leo, Victor (Colombia)

Fernanda, Leo, Victor (Colombia) / Japanese Tea Garden / Golden Gate Park

O jardim é uma graça, muito bem cuidado, muito tranquilo e o melhor: você consegue entrar sem pagar nada. Aberto diariamente a partir das 9 da manhã, nas segundas, quartas e sextas você pode entrar de graça até às 10 da manhã, depois disso paga U$8 por adulto. Vale muito a pena tomar um chazinho lá… não deixe de experimentar!

O passeio é gratificante pela paz e tranquilidade que proporciona, nem parece que estamos na agitada cidade de São Francisco.

20150812_162109-horz

Japanese Tea Garden / Golden Gate Park

Partindo agora para o Bairro Mexicano, Mission District , que me lembra muito a Vila Madalena/Beco do Batman em Sao Paulo, com suas artes de rua e belos grafites.
O Mission District é bem diferente do resto da cidade e você se sente no México com tantas pessoas falando espanhol. Lá é possível ver os famosos grafites nos muros e desfrutar de uma genuína comida mexicana (Nachos ♥ Taqueria Los Coyotes).

Me encantei ao passear pelas ruas, a cultura tem muita influência mexicana, com lugares aconchegantes para lanchar ou almoçar. Não deixe de visitar o Women´s Building na esquina da 18th St com a Lapidge St, com um trabalho fantástico em grafite cobrindo todo o prédio. É um bairro que merece um dia todo para explorar. Ótimo passeio para quem gosta de Street Art.

sf-mujeres-muralistas

Women´s Building / Mission District

Agora se você tiver carro, aproveita para ver tudo isso lá de cima, com uma vista 360º da cidade, no lugar chamado Twin Peaks (501 Twin Peaks Blvd, San Francisco, CA 94114, Estados Unidos)

Ponto alto da cidade de onde é possível ver San Francisco inteira. O acesso é um pouco difícil a pé, mas vale a pena um taxi. Nas proximidades também há boas opções de restaurantes.
O Twin Peaks, assim como vários lugares daqui, só vale a pena ser visitado  em dias bem limpos, leve blusa mesmo no verão, pois venta muito. Depois não digam que não avisei, é super frustrante chegar lá no alto e não conseguir ver nada. Essas neblinas de San Francisco é capaz de estragar qualquer foto panoramica.

DCIM101GOPRO

Twin Peaks

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s