Desprenda o medo de mudar

O mundo está te bombardeando com conselhos do tipo : aprenda a ser flexivel, ser menos dramático, ser discreto, aprenda isso, aquilo,etc…aprenda tudo?
Bem vindo ao clube, mesmo aquilo que já sabemos fazer, ainda não é o suficiente, afinal, demanda atualização, aprimoramento, fazer sempre de modo mais rápido e cada vez melhor.
A vida é um constante aprendizado.
Sim, nós lemos, conversamos, fazemos terapias e procuramos os diversos profissionais para nos apoiar e queremos sempre tirar nota 10 no quesito “sabe tudo”.
Mas afinal, e o que fazemos com aquilo que pensávamos que sabiamos? Oras, volte 2 casinhas, desaprenda para aprender, para aprimorar, delete e escreva por cima.
Numa fase passada, eu pensava que seria preciso nascer de novo para efetivar isso, mas a surpresa que tive, é que é possível renascer diversas vezes na mesma vida, resignificando as coisas, desde que desaprenda o medo de mudar.

Seja leve

Permitir que os quadros caem (a analogia é muito mais profunda), é perder a resistência, é admitir que há algo que já não conseguimos segurar. Independente se é algo bom ou ruim, o fato é que nos obriga a buscar mais força em nosso interior.
A vida é um ciclo de nascer, desenvolver, crescer e mediante isso começamos a nutrir nossos desejos inconfessáveis, inquietações, alguma aflição silenciosa e a imensidão da nossa paciência.
Nossos pregos são firmes, mas nao sabemos o quão consegues suportar
Para que possamos deixar nossos quadros intactos, a minha definição para felicidade dentro dessa analogia é : seja leve para si mesmo.

San Francisco e Pessoas

Uma das coisas que seduzem na cidade de San Francisco, é a sua capacidade de reconstrução.
Estrategicamente está posicionada sobre a falha de San Andreas, o que ocasiona terremotos frequentes e a (triste) possibilidade dela inexistir em qualquer momento.
Moradia de grandes empresas e que inspiram outras com propostas revolucionarias/inovadoras. San Francisco faz jus aquela famosa musica ” I Left My Heart In San Francisco”.
Enfim… Pessoas, assim como lugares, precisam instigar vontade de conhecer, devem cumprir nosso desejo de viver momentos sublimes, devem ser memoráveis e benevolente.
Conhece-las é abrir portas e ao sair, deixar aquele gostinho de quero mais, porém não deixamos esquecer que assim como pessoas, as cidades tem rachaduras , defeitos, o que chamamos de “lado ruim”.
Ainda com tais falhas, agradeça as suas, ninguém e nada é perfeito, e é isso que te humaniza, nos fascina e nos faz querer estar perto.

Felicidade não é quantidade

De ponta a ponta, todos querem ser felizes, ca entre nos, não é algo fácil, tampouco simples , mas algumas pessoas são complexas com o “ato de ser feliz”, pois bem… não basta ter dinheiro, saúde, amor (convenhamos, que é um pacote considerável), mas nossa fome pela tal-da-felicidade é muito mais abstrata.

Continuar lendo

Felicidade x Piloto Automático

“E viveram felizes para sempre…” é o final desejado por todos nos.
Esses dias vi num muro escrito algo como “felicidade não existe, oq existe, são momentos felizes” e continuei minha caminhada refletindo sobre isso…
Bem verdade, constatei que a felicidade muda constantemente de significado durante o percurso de uma vida.
Ninguém sabe ao certo o que trata-se de felicidade, mas, indiscutivelmente, não é acomodação.

img_20180607_0726515183785774828676579.jpg

Continuar lendo