INFINITO PARTICULAR

Viver é um oficio. O dom de dialogar com desconhecidos, por exemplo. De puxar conversa na fila do banco, de se apresentar utilizando algumas palavras para um estranho que nada sabe de ti (e você nada dele também), a fim de constituir uma relação que seja cortês e rentável para ambos, abstendo-se de silêncios constrangedores ou, pior, o sono.
Mas por outro lado, eu confesso: A arte de se isolar, eu domino. De aprofundar-me no meu íntimo, de buscar o silencio através da meditação, de propositalmente não vincular-me a grupo nenhum e criar uma natureza só minha, e ainda assim não ser uma eremita, ser apenas alguém que de tempos em tempos se esquiva para se reencontrar. Há uma técnica para isso e Marisa Monte quem o diga na sua musica “infinito particular”.

O Sim

O sim é uma rara resposta, afinal, já parou pra pensar em quantos nãos já recebeu hoje?
Não ha vagas, Não tenho dinheiro, Não quero, Não tenho tempo, NÃO posso.
Ééé, Não está fácil pra ninguém!

Ao contrário do que possa parecer, esta não é uma visão cética da vida, faz parte entre o elo de dar certo x errado. As coisas são assim e negativismo é crer que escutar um NÃO seja um obstaculo para concretizar nossos sonhos.

A formula: cada NÃO que eu embolsei na vida, cruzou por um ouvido e saiu pelo outro.
Não quis colecionar, nem sequer foram super valorizados, apenas aguardei, sem pressa, a hora do sim.
O não é tão assíduo que chega a ser banalizado
O não é fútil, convém só para mitigar nossa auto estima. Enquanto o sim é renovador. O sim transforma a sua vida. SIM, aceito casar com você. SIM, você foi aceito . SIM, vamos patrocinar seu projeto . SIM toma aqui meu número do celular.

Quando não há o que detenha você, as coisas começam a acontecer,sim.

Qual sua capacidade?

Oras… sou apta para quase tudo, para o imoral, ilegal, insano; desde que não seja para o injusto.
Sinto-me ate mesmo capaz de coisas que jamais farei, como uma praia de nudismo e botox nos lábios, pelo simples fato que não há nada que me motive (pelo menos até o presente momento).
Sou capaz para o silêncio, o segredo, ao fracasso, o medo e para o singular, em contrapartida, minha incapacidade surge na vaidade, na fofoca, no mau humor.
Chega até mesmo ser irônico, pois posso ser capaz ao que desconheço, mas incapaz aquilo que tenho total domínio. Sinto-me fraca para matemática, física e na degustação de vinhos, creio que tenha um certo “quê” para a mediunidade, porém ainda não investi. Sou capaz para a insanidade, mas procuro dosar no tempo certo.
Sou capaz ao isolamento, quando a solução dos meus problemas necessita do silêncio, pelo simples fato de me sentir em paz assim.

Em suma, o post é para falar sobre capacidade, do quanto somos ou não qualificados em encarar nossas limitações e questionar em noites a fio a nossa própria vitalidade. Do quanto somos arredios com receitinha-da-felicidade e de acreditar devotamente em qualquer coisa que no fim precisa dizer Amém.

Preserve

Se acaso vc sente que terno, ar condicionado e incontáveis reuniões não combina contigo: não se torne um executivo.
Não aspire dinheiro, nem sequer siga o caminho errado, pois la na frente, terá preguiça de voltar e começar de novo.
Se vc não acredita no príncipe encantado, objetiva a liberdade, não se vê ao lado de uma pessoa pelo resto de sua vida, tem ânsia em experimentar todas as formas de amor e suspeita que sempre será assim independente da idade que tiver: fuja de casamento!
Não acate modelos de comportamento, o qual você desconfia não possuir aptidão.
Se tens um amor imensurável e necessita compartilhar com alguém, se tens uma generosidade para dedicar-se boa parte do seu tempo em educar, brincar e criar uma pessoa: por favor, tenha filhos (mesmo que adotivos).
Se sofre com a política e as formas de governança, é impaciente para esperar as coisas acontecerem, se o seu voto não serviu para muita coisa e sua cabeça está cheia de princípios práticos e simples, se tem o talento nato para falar em público, engajar pessoas, é popular, um caráter invejável: Go ahead e candidate-se a um cargo público de modo a oferecer soluções.

Aquela premissa de não polua mar e terra, salvar a mata atlântica, proteger o ar que respiramos, enfim… tudo verdade e continue assim, mas sobretudo, não mutile nem polua a si mesmo. Preserve-se!