Às vezes, falar é melhor que calar

“Falar é um esforço imenso. Mas a recompensa é enorme. Nada dói mais do que não dizer”

– Eu me chamo Antônio

 

Sobre a leveza de falar o que a gente sente e que, muitas vezes, postergamos e deixamos engasgado por medo ou por orgulho.

Se você gosta de uma pessoa, deixe-a saber. Você não sabe o que está guardado no coração dela e, talvez, ela só esteja esperando uma abertura para poder demonstrar que também sente o mesmo por você.

Se uma pessoa te magoou, te fez algo que não agradou, deixe-a saber. Ela pode não ter tido a intenção de ter te magoado e você está sofrendo à toa.

Dê oportunidade para as pessoas saberem o que você sente e quem você é. Deixe que elas se aproximem, te conheçam e te reconheçam.

As armaduras que vestimos para evitar que as pessoas conheçam a nossa verdade, só nos afastam da leveza de poder viver uma vida plena e sincera com nós mesmos.

A recompensa vem na forma de um novo amor, da reconciliação com pessoas que a gente gosta e da sensação de que fizemos o que podíamos para ter alguém de quem gostamos perto de nós.

Falar é difícil, mas guardar as nossas dúvidas e sentimentos é muito pior.

Anúncios