Roteiro de 15 dias para o Japão

E já dizia Nando Reis: Por onde andei, enquanto você me procurava?
Eu estava no Japão!

Mas calma, foi um roteiro curto – meros 15 dias – mas vivido intensamente, como se não houvesse amanhã.
O país é pequeno, incontáveis templos (budistas e xintoístas), um mais lindo que o outro, o que torna a viagem até um pouco repetitiva.
Mas essa repetição eu faria mil vezes se pudesse, ainda assim, posso dizer que 15 dias é um tempo bacana para se conhecer ou ter uma boa base daquilo que o país tem para se apresentar.
É fato que deixei muita coisa pra trás, ficou aquele gostinho de quero-mais, no entanto, o país está la sempre de portas abertas e disposto a receber turistas, pretendo sim voltar num futuro próximo, mas o pouco que vi valeu muito a pena.

Como o tempo e o dinheiro também foi limitado, foquei mais no turístico mesmo e fiquei centralizada numa região especifica, de modo a otimizar o tempo de logística, embora o trem-bala (shinkansen) seja super eficiente e rápido.
Antes de mais nada você já leu o post :Você precisa saber disso antes de ir ao Japão?

Ahhh então ta bom!! Sendo assim vamos ao que interessa:

Continuar lendo

Anúncios

O que fazer em Tokyo, Japão?

Tokyo é grande (a maior cidade do país), com uma boa estrutura de transporte público, mas um sapato confortável é suficiente para conhecer os detalhes que nao estão expostos na janela do metro.
Eu digo que conheci Japão e conheci Tokyo, a capital muito peculiar com seus bairros de identidade forte revela ser aberta a todos os estilos desde o mais moderno ao mais conservador, e acredito que definir o bairro que deseja se hospedar vai te mostrar uma cidade de braços abertos a sempre te receber. Entenda por exemplo que Akihabara é dedicada aos amantes de de eletrônicos e ao universo geek, Shinjuku trata-se do centro financeiro e sua noite mais badalada, Shibuya famosa pelo seu cruzamento e tambem por um grande centro comercial, Ginza o bairro sofisticado e chique de Tokyo, Harajuku forte pelo movimento cosplay e kawaii, ou seja, comum ver pessoas vestidas de forma um tanto quanto alternativa, e assim sucessivamente…
Tokyo da pra dizer que é “tudo junto e misturado”, mas de alguma forma essa mistura se complementa e permite ser uma cidade com uma identidade democrática aqueles que a visitam.

Continuar lendo